Guarujá

Banco internacional aprova empréstimo de R$ 550 milhões para programa de Santos, SP; entenda


Programa municipal ‘Santos Mais’ prevê investimentos em obras de drenagem, soluções habitacionais, mobilidade, inovação e tecnologia. Objetivo é reduzir as desigualdades entre as diferentes regiões da cidade. Estações elevatórias da Zona Noroeste estão entre os projetos previstos com o programa Santos Mais
Prefeitura de Santos/Divulgação
A Prefeitura de Santos, no litoral de São Paulo, deve receber um empréstimo de US$ 105 milhões, que corresponde a cerca de R$ 550 milhões, do Banco de Desenvolvimento da América Latina e do Caribe (CAF). O valor foi aprovado pelo diretório do banco internacional e deve ser usado para o programa municipal ‘Santos Mais’, que prevê investimentos em obras de drenagem, soluções habitacionais, mobilidade, inovação e tecnologia.
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp.
De acordo com a administração municipal, o objetivo do programa é reduzir as desigualdades entre as diferentes regiões da cidade. Desta forma, estão previstos investimentos em projetos de macrodrenagem, acessibilidade, inovação e sustentabilidade (confira no fim da reportagem).
“O ‘Santos Mais’ atende a demandas históricas da população e os seus projetos precisam de investimentos de grande porte que o município não consegue viabilizar sem parcerias”, disse o prefeito Rogério Santos (PSDB), em nota divulgada pela administração municipal.
Ao todo, o programa está estimado em US$ 131,4 milhões (R$ 690 milhões). Além do financiamento de U$ 105 milhões, aprovado pelo diretório do CAF na sexta-feira (8), está prevista contrapartida municipal de US$ 26,3 milhões (R$ 138 milhões).
A captação do financiamento internacional foi aprovada em outubro deste ano pela Câmara Municipal de Santos e, agora, segue para obter o aval do Governo Federal e do Congresso Nacional até a formalização do contrato com o CAF.
Segundo o presidente-executivo do CAF, Sérgio Diaz-Granados, Santos tem um papel importante como ponto de distribuição para toda a região, abriga o maior porto da América Latina e se tornou uma potência nacional.
“Este financiamento à cidade, com componentes que melhoram as condições da infraestrutura e qualidade de vida, reforça nosso compromisso com o desenvolvimento urbano sustentável e inclusivo”, afirmou, segundo nota divulgada pela prefeitura.
Projetos
O programa prevê a ampliação do sistema de drenagem da Zona Noroeste com a construção de quatro estações elevatórias, desassoreamento do Rio dos Bugres e o reassentamento de famílias que vivem em palafitas em um novo conjunto habitacional com 864 unidades.
Além disso, o Santos Mais também prevê a requalificação de 18km de vias e intervenções para modernização tecnológica e em prol da mobilidade urbana em várias regiões.
Confira os projetos:
Macrodrenagem – Zona Noroeste
– Quatro estações elevatórias com comportas (EEC2, EEC4, EEC6 e EEC9) mais o desassoreamento e contenção das margens de 2,5km do Rio dos Bugres.
– Conjunto Habitacional Santos V (864 moradias em terreno no Estradão).
Acessibilidade e Mobilidade Urbana
– Revitalização urbana e pavimentação em 18km (avenidas Bernardino de Campos, Ana Costa, Presidente Wilson, Vicente de Carvalho e Bartolomeu de Gusmão e vias da Areia Branca).
– Modernização da sinalização viária (equipamentos para orientação sobre obras, eventos e logradouros, controladoras, cruzamentos semaforizados e sistemas de detecção veicular).
Inovação e Modernização Tecnológica
– Excelência em Monitoramento Urbano e Predial (compra e instalação de 1.500 câmeras e ampliação da rede de fibra ótica em 43,5km).
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »