Geral

Líder da oposição russa desaparece em prisão na Rússia

Alexei Navalny, líder da oposição russa, despareceu da prisão onde cumpre pena na Rússia. Segundo os advogados, que divulgaram a informação nesta segunda-feira, 11, não se tem informações sobre o seu paradeiro. Eles relataram que foram na sexta-feira e depois na segunda-feira em “duas colônias penais na região de Vladimir (leste de Moscou), onde Navalny poderia estar”, mas foram informados de “que (ele) não estava ali”, disse sua porta-voz, Kira Iarmich. “Ainda não sabemos onde está Alexei”, afirmou ela. Segundo os parentes do opositor, eles tentam há uma semana entrar em contato e também desconhecem seu paradeiro. O opositor não participou de uma audiência judicial, na qual deveria comparecer por videoconferência, devido a um problema elétrico, segundo as autoridades. Navalny foi condenado a 19 anos de prisão em agosto, depois de ter sido considerado culpado de criar uma comunidade extremista, financiar atividades extremistas e vários outros crimes. Ele já cumpria pena de 11 anos e meio em uma instalação de segurança máxima por fraude e outras acusações que nega. Os apoiadores de Navalny afirmam que a sua detenção e encarceramento são uma tentativa política de reprimir as suas críticas ao presidente russo, Vladimir Putin.

Os advogados fizeram várias tentativas para obter acesso a duas colônias penais perto de Moscou, onde Navalny, que sofreu graves problemas de saúde, estaria, disse a porta-voz Kira Yarmysh no X. Eles foram informados de que o homem de 47 anos não estava nas colônias penais IK-6 ou IK-7, acrescentou Yarmysh. “Na sexta-feira e durante todo o dia de hoje, nem o IK-6 nem o IK-7 responderam a eles”, postou Yarmysh, acrescentando que Navalny estava desaparecido há seis dias. Navalny foi preso pela última vez na colônia penal IK-6, a leste de Moscou. Na Rússia, as transferências de uma penitenciária para outra requerem, muitas vezes, semanas de viagens em comboio, em várias etapas, e as famílias dos prisioneiros permanecem sem notícias durante o processo. As prisões de “regime especial”, ou seja, penitenciárias com as condições mais rígidas de prisão do sistema carcerário russo, estão frequentemente localizadas em regiões muito isoladas. Navalny é um opositor de Vladimir Putin e foi envenenado em 2020 com a substância Novichok. Na época, ele foi levado para a Alemanha em coma e se recuperou em um hospital de Berlim. Ao voltar para a Rússia, Navalny acabou preso, em 2021, acusado de violar os termos de sua liberdade condicional relacionados a um caso de fraude em 2013. Navalny diz que a acusação tem motivação política.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »