Mundo

Ataque com mísseis russos contra Kiev deixa mais de 50 feridos na Ucrânia, dizem autoridades


Bombardeio causou estragos casas e um hospital infantil. Ataque ocorre um dia depois de Zelensky se reunir com Joe Biden para pedir por mais apoio na guerra. Destroços de mísseis russos causaram estragos na região de Kiev, em 13 de dezembro de 2023
REUTERS/Valentyn Ogirenko
Um ataque com mísseis russos contra Kiev, a capital da Ucrânia, deixou pelo menos 51 pessoas feridas, nesta terça-feira (13). Segundo as autoridades ucranianas, o bombardeio causou estragos em casas e em um hospital infantil.
✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp
O sistema de defesa aérea da Ucrânia foi acionado e conseguiu derrubar todos os mísseis direcionados à capital, segundo o chefe de administra militar do país. Este foi o segundo ataque russo contra Kiev nesta semana.
No entanto, a queda de destroços causou destruição em três distritos de Kiev. Em Dniprovskyi, casas e edifícios residenciais foram danificados, ferindo mais de 30 pessoas, sendo que 15 precisaram ser levadas ao hospital.
Além disso, um hospital infantil que fica no mesmo distrito teve janelas e entradas destruídas pela queda de fragmentos de mísseis. Segundo as primeiras informações, ninguém se feriu na instituição.
Serviços de emergência foram acionados para socorrer as vítimas.
Zelensky nos EUA
Presidente ucraniano visita Estados Unidos em busca de mais apoio financeiro para a guerra contra a Rússia
O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, passou a terça-feira (12) em Washington D.C. em busca de apoio financeiro na guerra contra a Rússia.
A viagem de Zelensky aos Estados Unidos ocorre dias depois de o Congresso americano recusar liberar mais dinheiro para a Ucrânia.
Ao lado do ucraniano, o presidente Joe Biden fez um apelo ao Congresso sobre a importância de continuar apoiando a Ucrânia contra a invasão russa.
“O Congresso precisa aprovar a ajuda antes do recesso de fim de ano, antes de dar a Putin o maior presente de Natal que podem dar”, disse Biden.
VÍDEOS: mais assistidos do g1

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »