Brasil

Descarrilamento na Linha 7-Rubi provoca lotação e tumulto nas plataformas da CPTM

O descarrilamento de um trem na Linha 7-Rubi da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) provocou lotação e tumulto nas plataformas nesta sexta-feira, 15. O acidente aconteceu próximo da estação Vila Aurora, na zona norte de São Paulo, e uma mulher passou mal e desmaiou durante a confusão. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e retirada do local. Por meio de nota enviada ao site da Jovem Pan, a CPTM informa que o descarrilamento ocorreu devido a uma falha em um veículo de manutenção, em teste e não tripulado. Para atuação das equipes de manutenção no local, os trens estão circulando em via única na estação. Com isso, os trens que partem de Jundiaí seguem até a Estação Vila Aurora, onde os passageiros desembarcam e embarcam em outro trem sentido Brás. Já os trens que param da Estação Brás estão intercalando o desembarque entre as Estações Vila Aurora e Jaraguá, de acordo com as informações enviadas pela companhia. “A CPTM pede desculpas pelos transtornos causados aos passageiros”, finaliza o comunicado.

Para minimizar o impacto aos passageiros, o Serviço 710 – que permite a viagem entre as duas linhas sem a necessidade de transferência de trens – está temporariamente suspenso. Desta forma, o passageiro de ambas as linhas precisa desembarcar no Brás para poder seguir viagem. Além disso, o sistema PAESE, que aciona ônibus nos trechos afetados, foi acionado para atender os passageiros entre as estações Pirituba e Perus. Nas redes sociais, internautas compartilham registros da superlotação das plataformas e fazem reclamações.

Aumento de tarifa

A situação de caos na Linha 7-Rubi ocorre um dia depois do anúncio do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) a respeito do aumento das tarifas de metrô e trem. O valor do transporte está congelado há três anos, desde 2020, e agora vai dos atuais R$ 4,40 para R$ 5. Tema foi palco de divergência entre o governador e o prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes (MDB), que informou por meio de comunicado oficial nesta quinta-feira, 14, que após reunião conjunta com representantes da área de transportes do município e do governo do Estado, não haverá aumento da tarifa de ônibus para o próximo ano. Enquanto Tarcísio já admitia, há alguns meses, que era inviável continuar com o congelamento — ele chegou a dizer que, para aumentar o subsídio do governo e manter o valor, seria necessário retirar recursos de outra área —, Nunes dizia que gostaria de manter a quantia atual e, inclusive, anunciou a tarifa zero aos domingo, também criticada por Tarcísio. O emedebista concorrerá à reeleição no ano que vem e busca evitar desagradar o eleitorado com um aumento na passagem.

Nas redes sociais, usuários da CPTM afirmam que a qualidade do serviço não justificaria um aumento nas passagens. Além disso, os usuários apontam que a Linha 7-Rubi está nos planos de privatizações da gestão Tarcísio e se dividem entre falas a favor da desestatização e contra a concessão da linha para a iniciativa privada. O plano de desestatização do governador tem enfrentado resistência, principalmente por parte dos trabalhadores, que articularam, apenas em 2023, três greves conjuntas entre o Metrô, CPTM e Sabesp .

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »