Geral

Barreira flutuante será instalada no estuário em estudo inédito promovido pela ONU e Santos; entenda


Pesquisa será realizada pelo Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) e pela prefeitura da cidade com a ajuda dos moradores do bairro São Manoel. Estrutura será montada em janeiro de 2024. Barreira flutuante será instalada em estuário de Santos para estudo inédito
Prefeitura de Santos/Divulgação
Uma barreira flutuante será instalada em janeiro de 2024 em área de estuário — onde o rio encontra o mar — nas proximidades da Ponte Mariângela Duarte, no bairro São Manoel, em Santos, no litoral de São Paulo. A medida faz parte de um estudo inédito que avaliará a quantidade e a diversidade de resíduos domésticos que vão parar nas praias. A imagem acima mostra estrutura semelhante em um canal da cidade.
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp.
A pesquisa será realizada pelo Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Prefeitura de Santos com a ajuda dos moradores do bairro e entorno. Os munícipes, que serão capacitados e remunerados, irão pesar e tipificar os resíduos retidos pela barreira.
As informações sobre a origem, destino e identificação dos resíduos serão colocadas em uma planilha que, de acordo com a administração municipal, irá gerar dados inéditos na região.
Segundo a prefeitura, pesquisas sobre o comportamento da maré indicam que parte dos resíduos descartados incorretamente no estuário fica retida nos manguezais e a outra vai às praias. O impacto da iniciativa, portanto, será medido por uma área de mangue próximo da barreira flutuante.
Leia também
Santos ‘reage’ para evitar que parte da costa seja ‘engolida’ pelo mar como alerta estudo da ONU
Santos passa a emitir licença ambiental para mais tipos de empreendimentos e atividades
Ação ambiental retira 313 kg de resíduos em área de mangue em Santos
Em nota, a coordenadora do Blue Keepers, projeto do Pacto Globo da ONU no Brasil, Gabriela Otero, afirmou que as características geográficas e o perfil socioeconômico de consumo e descarte foram essenciais para escolha da cidade.
“Faz todo sentido, para um projeto de âmbito nacional, iniciar as ações em Santos, que já desenvolve uma série de programas ambientais”.
O secretário de meio ambiente da cidade, Marcos Libório, afirmou que Santos (SP) já possui barreiras flutuantes nos canais, porém, a prefeitura continua retirando aproximadamente 40 toneladas de lixo das praias da cidade por mês.
“Esses dados [sobre o estuário], baseados em uma metodologia científica, permitirão aprofundar as soluções para a redução da poluição no oceano e servir de base para ações em outras cidades”, afirmou Libório.
A barreira flutuante segue as especificações do edital Pescador Ecológico. A iniciativa também conta com o apoio da Sociedade de Melhoramentos do São Manoel; financiamento inicial da Braskem e Coca-Cola Brasil; e apoio técnico da Ocean Pact.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »