Tecnologia

NASA transmite vídeo de gatinho das profundezas do espaço; entenda

A NASA alcançou um marco notável na comunicação espacial com seu experimento de Comunicações Ópticas de Espaço Profundo. Nele, a agência espacial transmitiu um vídeo em ultra-alta definição de uma distância recorde de aproximadamente 31 milhões de quilômetros – cerca de 80 vezes a distância entre a Terra e a Lua.

Para quem tem pressa:

  • Marco na Comunicação Espacial da NASA: A NASA transmitiu um vídeo em ultra-alta definição de aproximadamente 31 milhões de quilômetros de distância, estabelecendo um recorde na comunicação espacial;
  • Conteúdo e Velocidade da Transmissão: O vídeo transmitido, mostrando um gato chamado Taters perseguindo um laser, foi enviado a uma velocidade superior à maioria das conexões de internet de banda larga;
  • Objetivo e Implementação Tecnológica: Este avanço visa viabilizar a transmissão de vídeos de alta largura de banda e dados do espaço profundo, crucial para futuras missões humanas para além da órbita terrestre.

Curiosamente, o conteúdo do vídeo transmitido apresenta um gato chamado Taters perseguindo um laser, acompanhado de gráficos ilustrativos sobre a tecnologia. A velocidade de transmissão deste vídeo é superior à maioria das conexões de internet de banda larga.

Assista abaixo:

Leia mais:

Este avanço tecnológico tem como objetivo viabilizar a transmissão de vídeos de alta largura de banda e outros dados do espaço profundo. É um passo crucial para apoiar futuras missões humanas para além da órbita terrestre.

Vídeo de gatinho da NASA

Cientista da NASA apontando para vídeo de gatinho transmitido pela agência espacial na tela de um computador
(Imagem: NASA)

O vídeo de teste, com duração de 15 segundos, foi enviado através de um transceptor de laser de voo, levando 101 segundos para chegar à Terra. Ele foi enviado a uma taxa de 267 megabits por segundo e recebido pelo Telescópio Hale no Observatório Palomar, na Califórnia.

Esta demonstração faz parte da missão Psyche da NASA, que visa transmitir dados do espaço em taxas até 100 vezes maiores do que os sistemas atuais. Enquanto a missão viaja em direção ao cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter, a tecnologia será usada para enviar sinais de alta taxa de dados.

“Esta conquista destaca nosso compromisso em avançar as comunicações ópticas como um elemento chave para atender nossas necessidades futuras de transmissão de dados”, disse a vice-administradora da NASA, Pam Melroy.

Aumentar nossa largura de banda é essencial para alcançar nossos objetivos futuros de exploração e ciência, e estamos ansiosos para o contínuo avanço desta tecnologia e a transformação de como nos comunicamos durante futuras missões interplanetárias.

Pam Melroy, vice-administradora da NASA, conforme divulgado pela agência espacial

Como funciona

Um sinal de laser potente, emanando do Observatório de Table Mountain, na Califórnia, atua como um farol para ajudar a Psyche a mirar seu transmissor. A espaçonave então usa seu laser para transmitir informações para a Terra, que são captadas e baixadas pelo Telescópio Hale.

Cada frame do vídeo do gatinho foi, então, enviado “ao vivo” para o Laboratório de Propulsão a Jato e o vídeo começou a ser reproduzido em tempo real, conforme informado pela NASA.

A comunicação óptica emprega a mesma tecnologia usada na internet de fibra óptica. O sinal de luz pode viajar na mesma velocidade que as ondas de rádio, mas tem a capacidade de comunicar mais informações.

O experimento alcançou a “primeira luz” em 14 de novembro, transmitindo uma mensagem de cerca de 16 milhões de quilômetros em apenas 50 segundos. Ele vem aumentando lentamente suas velocidades de downlink de dados até igualar a internet de banda larga, em 4 de dezembro.

Contexto

Terra vista do espaço
(Imagem: Governo dos EUA)

Este feito histórico traz à mente as transmissões de teste de televisão usando Felix, o Gato, em 1928, marcando um paralelo interessante na história das comunicações. Além disso, o desempenho do sistema demonstrou taxas de bits de downlink de até 267 Mbps, com um teste conseguindo fazer o download de 1,3 terabits de dados.

A tecnologia representa um avanço significativo para as comunicações e navegação espaciais, operando sob a Diretoria de Missão de Operações Espaciais da NASA. A gestão da missão Psyche está a cargo da Universidade do Estado do Arizona, com o Jet Propulsion Laboratory (JPL) gerenciando a missão e a Maxar Technologies fornecendo o chassi da espaçonave.

O post NASA transmite vídeo de gatinho das profundezas do espaço; entenda apareceu primeiro em Olhar Digital.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »