Tecnologia

Celular Seguro: serviço do governo para inibir roubos bloqueou mais de 4,3 mil aparelhos em uma semana


SP lidera o número de alertas por estado, com 1.125 ocorrências até o final da manhã desta quarta-feira (27), diz Ministério da Justiça. Veja abaixo como cadastrar seu telefone. Versão do Celular Seguro para Android
Reprodução
Uma semana após ser lançado, o programa Celular Seguro já bloqueou 4.349 aparelhos roubados, furtados ou perdidos, segundo dados compartilhados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, a pedido do g1.
O órgão lançou o programa no dia 19 para facilitar o bloqueio de celulares roubados e, assim, inibir esse tipo de crime, que tem crescido no Brasil. Ainda há desafios a serem vencidos para que o serviço transforme um celular roubado em algo inútil, como quer o ministério.
Celular seguro: como usar no navegador…
… e como usar o app no celular
São Paulo lidera o número de alertas de bloqueio, com 1.125 ocorrências até o final da manhã desta quarta-feira (27). Em seguida estão o Rio de Janeiro (494); Pernambuco (324); Bahia (308) e Minas Gerais (287).
Desde o seu lançamento, o Celular Seguro teve:
579.883 inscrições de celulares;
797.353 Cadastros de Pessoas Físicas (CPFs);
e 528.836 registros de pessoas de confiança.
O recurso, disponível em site e aplicativo, é uma “ponte” para acionar a operadora do celular. para bloquear a linha. e os bancos, para impedir o acesso indevido a aplicativos e contas.
Como funciona o serviço
Com o Celular Seguro, quem tiver o celular roubado, furtado ou perdido poderá avisar de uma só vez várias instituições parceiras do governo, como a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e bancos.
O governo federal também prevê ampliar a parceria com operadoras de celular para bloquear o chip – e não apenas o celular – e impedir o recebimento de mensagens de texto que permitem recuperar senhas de redes sociais, por exemplo.
O usuário deve preencher um cadastro e usar o perfil gov.br. Caso haja perda ou roubo do celular, a ocorrência deve ser comunicada. É possível registrar ‘pessoas de confiança’. Veja passo a passo.
Para que esse aviso seja enviado, é preciso registrar uma ocorrência no aplicativo. Mas não há garantia de bloqueio imediato. Há operadoras que dão prazo de um dia útil, e bancos falam em até meia hora.
???? A associação de telefonia ABR Telecom se comprometeu a repassar o pedido de bloqueio da linha em até 6 horas para as operadoras, que poderão levar mais 1 dia útil para efetivar a solicitação;
???? Alguns bancos participantes citam bloqueio imediato, mas outros têm prazo de até meia hora, a partir do recebimento do alerta feito pelo app.
Além disso, os aparelhos não ficam totalmente inutilizados. Para isso, seria preciso que os sistemas também fossem bloqueados, mas, entre os principais desenvolvedores, apenas o Google assinou um protocolo de intenções para adesão do projeto em breve.
O governo também prevê ampliar a parceria com operadoras para bloquear o chip – e não apenas o celular – e impedir o recebimento de mensagens de texto que permitem recuperar senhas de redes sociais, por exemplo. A expansão deverá ser implementada até 9 de fevereiro de 2024.
Passo a passo para usar o app Celular Seguro do governo
Bárbara Miranda/Arte g1

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »