Economia

Sorte em dobro? Cacho de uva de duas cores é encontrado em produção no ES


Uva metade roxa e metade verde foi encontrada em propriedade de Alto Rio Novo, no Noroeste do Espírito Santo. Engenheiro agrônomo explica que mutação é comum e que não altera sabor da fruta. Produtor encontra cacho de uva de duas cores
As uvas são conhecidas por serem uma fruta da sorte, e no final do ano várias simpatias são feitas com elas. Reza a lenda de que comer uvas na virada traz boa sorte e prosperidade. Mas e se a uva que você estiver comendo tiver duas cores, sorte em dobro? Foi exatamente uma uva bicolor que um produtor de Alto Rio Novo, no Noroeste do Espírito Santo, encontrou na propriedade.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Além de um mesmo cacho ter uvas roxas e uvas verdes, uma única uva ficou dividida meio a meio com as duas cores.
José Antônio Rosa Alves é filho do produtor e auxilia o pai na venda das uvas. Ele disse que foi a primeira vez desde o início da produção em 2015 que um cacho apareceu assim.
“No início do mês os frutos começaram a madurar e com o tempo identificamos que um cacho ficou com cores diferentes. Todos os cachos estavam de uma cor só, apenas esse nasceu ‘diferentão’. Virou xodó do parreiral.”, contou José.
Foi a primeira vez que os produtores encontraram um cacho bicolor na propriedade
José Antônio Rosa Alves
Na produção da família são duas espécies do fruto: Niágara Branca e Rosada. O produtor contou que muita gente já começou a ir até a propriedade da família caçando o cacho de uva. Mas, mesmo famosa, o destino da uva bicolor ainda é incerto.
“Tá fazendo o maior sucesso aqui na região. Mas seu futuro ainda é incerto. Talvez só no finalzinho da produção, em meados de janeiro, a gente coma. Assim que vi já experimentei uma do lado verde pra ver se já estava madura, depois deixei lá, já veio vários clientes querendo levar ela”, comentou José.
Cacho de uva bicolor é encontrado em produção de Alto Rio Novo, Noroeste do Espírito Santo
Reprodução/TV Gazeta
???? Clique aqui para seguir o canal do g1 ES no WhatsApp
Mesmo com a procura alta, José já afirmou que esse cacho especial não vai ser vendido.
O que explica?
De acordo com o engenheiro agrônomo Anderson Rosa Marim, o caso é comum de ser registrado na espécie de uva Niágara. Segundo ele, esse tipo de mutação é bem característica da variedade e pode acontecer em cachos e bagas.
“A Niágara rosada surgiu de uma mutação da Niágara branca. Esse tipo de mutação, nós chamamos de ‘mutação somática’, algo característico dessa variedade de uva. Mutação é um fenômeno genético, que é espontâneo. A Niágara rosada, por exemplo, não existia. Ela surgiu espontaneamente de uma mutação da Niágara branca e assim sucessivamente”, explicou o engenheiro.
Engenheiro agrônomo explica que mutação genética é comum e não altera o sabor da fruta
José Antônio Rosa Alves
Mesmo com as duas cores, o engenheiro agrônomo disse que isso não muda o sabor do fruto.
“Você pode plantar uma muda de Niágara branca e surgir alguns cachos de Niágara rosa, e vice-versa. As duas frutas vão ter o mesmo sabor, o que muda é apenas a coloração. Esse caso registrado não é doença, pelo contrário, é melhoramento genético, resultado de um cruzamento entre plantas de fenótipos diferentes”, disse o engenheiro.
VÍDEOS: tudo sobre o Espírito Santo
Veja o plantão de últimas notícias do g1 Espírito Santo

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »