Geral

Consumo de energia elétrica no Brasil atinge recorde pelo segundo mês seguido devido ao calor

O consumo de energia elétrica no Brasil atingiu um novo recorde em novembro, de acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Com um total de 46.407 gigawatts-hora (GWh), houve um aumento de 8,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Esse é o maior consumo registrado desde 2004, superando o recorde anterior, estabelecido em outubro. As altas temperaturas foram um dos principais fatores que impulsionaram o consumo, com as classes residencial, comercial e industrial apresentando taxas de expansão de dois dígitos. No acumulado dos últimos 12 meses, o consumo nacional de energia elétrica alcançou 527.073 GWh, representando um aumento de 7,5% em relação ao período anterior.

Em relação ao ambiente de contratação, o mercado livre foi responsável por 39,8% do consumo nacional de energia elétrica em novembro, totalizando 18.482 GWh. Esse segmento registrou um crescimento de 9% no consumo e de 22% no número de consumidores em comparação com novembro de 2022. Já o mercado regulado das distribuidoras respondeu por 60,2% do consumo nacional, com um total de 27.925 GWh, representando um aumento de 8,1% em relação ao ano anterior. Além disso, o número de unidades consumidoras aumentou 2,3% nesse período. Esses números refletem a demanda crescente por energia elétrica no país, impulsionada pelo aumento da atividade econômica e pelas condições climáticas. O consumo industrial também contribuiu para o aumento do consumo total, mostrando sinais de recuperação após a desaceleração causada pela pandemia.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »