Geral

Recorde no Pan, decepção na Copa Feminina e mais: relembre o que aconteceu no mundo esportivo em 2023

Mesmo num ano sem os principais eventos esportivos, o Brasil conseguiu se destacar em 2023. Nos Jogos Pan-Americanos, por exemplo, a delegação brasileira registrou um recorde de medalhas e atingiu sua melhor posição da história. No tênis, a paulista Beatriz Haddad Maia chegou à semifinal de Roland Garros, computando a melhor campanha do país na Era Aberta. Já na ginástica artística, Rebeca Andrade voltou a fazer bonito em Mundiais, superando até mesmo a lenda norte-americana Simone Biles. Entretanto, nem tudo foi festa. No Mundial Feminino de Futebol, a seleção nacional decepcionou ao ser eliminada na fase de grupos. Já Isaquias Queiroz, destaque da canoagem, não conseguiu render no Mundial da categoria. Abaixo, confira os momentos mais importante do esporte em 2023.

Janeiro

Wallace comemorando ponto pelo Cruzeiro

Wallace comemorando ponto pelo Cruzeiro

Em meio ao caos político vivenciado no Brasil com os ataques de 8 de Janeiro, uma lenda do vôlei se envolveu numa polêmica. Multicampeão com a seleção brasileira, Wallace Souza chamou atenção em janeiro ao fazer uma enquete no Instagram. Nela, o veterano perguntava quem teria coragem de “dar um tiro na cara” do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Declarado apoiador de Jair Bolsonaro (PL), o atleta até apagou o post, mas não evitou a repercussão. Imediatamente, Wallace viu a AGU (Advocacia-Geral da União) abrir um processo disciplinar e o COB (Comitê Olímpico do Brasil) pedir seu banimento do esporte. Apesar de ter recebido uma suspensão de cinco anos, ele conseguiu uma liminar para jogar a final da Superliga pelo seu time, o Cruzeiro. No fim, o processo movido contra Wallace foi arquivado. Ele segue livre para jogar. Quem não teve o mesmo destino foi Daniel Alves. Em janeiro, o lateral-direito da seleção brasileira foi preso em Barcelona, na Espanha, por suspeita de ter estuprado e agredido uma jovem numa boate. Até o momento, o ala segue detido preventivamente. A data do julgamento de seu caso ainda não foi divulgada.

Fevereiro 

Chiefs venceram o Super Bowsl 57 sob o comando de Patrick Mahomes

Chiefs venceram o Super Bowsl 57 sob o comando de Patrick Mahomes

No segundo mês do ano, o grande campeão no esporte foi o Kansas City Chiefs, que conquistou o tricampeonato da NFL ao derrotar o Philadephia Eagles por 38 a 35, em um dos melhores Super Bowls de todos os tempos. Patrick Mahomes foi o craque do campeonato. No mesmo mês, o carioca Marcus D’Almeida se tornou o primeiro brasileiro número 1 do mundo no tiro com arco. 

Março

Bia Ferreira

Bia Ferreira está na semifinal do boxe

Em março, Bia Ferreira comemorou seu segundo título mundial na categoria até 60 kg. Em 26 de março, no Dia Nacional do Boxe, a pugilista derrotou a colombiana Angie Valdez para se tornar a maior campeã da história do país no Mundial. No mesmo período, João Chianca conquistou seu primeiro título em uma etapa da WLS, em Peniche, Portugal — o resultado foi importante para o surfista garantir vaga nas Olimpíadas.

Abril

Bárbara Domingos, ginástica ritmica

Bárbara Domingos brilhando no Mundial de Ginástica Artística

Alegria, reconhecimento, preocupação e luto. Abril proporcionou sentimentos distintos. Na abertura do mês, Bárbara Domingos se tornou a primeira brasileira a ganhar a Copa do Mundo de Ginástica Rítmica na fita. Pouco depois, dois dos maiores nomes do esporte nacional foram reconhecidos. O Rei Pelé, que morreu no fim do ano passado, virou um verbete no dicionário, significando “aquele que é fora do comum”. Já Ayrton Senna, lenda da Fórmula 1, foi transformado em patrono do esporte nacional. Porém, nem tudo foi festa. No mesmo mês, o Ministério Público de Goiás deflagou a Operação Penalidade Máxima, que descobriu um esquema ilegal de lucro com apostas esportistas — diversos jogadores de times da Série A e B do Brasileirão participaram do crime. Por fim, a lenda do jiu-jitsu Robson Gracie morreu aos 88 anos.

Maio

rayssa-leal-campea-stu-open-rio-reproducao-x-@rayssaleal

Rayssa Leal é a principal skatista do Brasil

Rayssa Leal, a “Fadinha”, conquistou o bi do X-Games, no Japão. Também em maio, a Câmara dos Deputados instaurou a CPI das Apostas, com o objetivo de apurar os casos de manipulação dos jogos de futebol. Na prática, a comissão pouco conseguiu contribuir na investigação. Foi também em maio que um novo caso de racismo sofrido por Vinicius Júnior, do Real Madrid, repercutiu internacionalmente. Após ser chamado de “macaco” por parte da torcida do Valencia presente no Estádio Mestalla, o atacante se revoltou. Infelizmente, porém, não houve punição severa para os envolvidos.

Junho

Beatriz Haddad Maia está nas quartas de final de Roland Garros

Beatriz Haddad Maia chegou à semifinal de Roland Garros

Beatriz Haddad Maia fez história ao chegar à semifinal de Roland Garros, um dos principais torneios de tênis do mundo. Com o resultado, a paulista chegou ao top 10 do ranking mundial e se tornou a dona da melhor campanha do Brasil na Era Aberta da competição. Iga Swiatek, algoz da brasileira, ganhou no feminino. Já o sérvio Novak Djokovic sagrou-se tricampeão. Também em junho, o Denver Nuggets conseguiu o seu primeiro título da NBA após bater o Miami Heat na decisão.

Julho

Isaquias Queiroz está na semifinal do Mundial de Canoagem

Isaquias Queiroz não subiu ao pódio no Mundial de Canoagem de 2023

Um mês após o feito incrível em Ronald Garros, a paulista Bia Haddad atingiu sua melhor campanha em Wimbledon. Julho, porém, não foi um bom mês para os brasileiros. No Mundial de Canoagem, Isaquias Queiroz terminou apenas no quinto lugar em sua melhor prova. O resultado abaixo do normal, porém, era esperado, já que o baiano tirou um período sabático para ficar mais perto dos familiares. No vôlei, o Brasil decepcionou na Liga das Nações de Vôlei, tanto no masculino quanto no feminino.

Agosto

Marta foi titular na partida entre Brasil e Jamaica

Marta foi titular na partida entre Brasil e Jamaica

Em agosto, a grande notícia foi a eliminação precoce da seleção brasileira na Copa do Mundo Feminina, disputada na Austrália e na Nova Zelândia. Após ficar no 0 a 0 com a Jamaica, a Canarinho caiu na fase de grupos e repetiu sua pior campanha na história dos Mundiais. A Espanha acabou com a taça. A premiação, aliás, desencadeou na renúncia de Luis Rubiales, então presidente da Federação Espanhola de Futebol, que beijou a atacante Jenni Hermoso sem o consentimento dela. No Mundial de Atletismo, Alison dos Santos, o Piu, terminou no quinto lugar nos 400 metros com barreiras, prova em que é especialista. Ainda do atletismo, Thiago Braz, medalha de ouro no salto com vara na Rio-2016, foi pego em exame antidoping.

Setembro

Filipe Toledo é bicampeão mundial de surfe

Filipe Toledo é bicampeão mundial de surfe

Logo no terceiro dia do mês, a seleção brasileira masculina de basquete se despediu do Mundial, na fase de grupos, com uma derrota para a Letônia. Menos de uma semana depois, porém, os brasileiros comemoraram o bicampeonato de Filipe Toledo na WSL, a Liga Mundial de Surfe. Em seguida, a festa aconteceu no tiro com arco, com Marcus D’Almeida conquistando um ouro histórico na final da Copa do Mundo da modalidade. Setembro ainda teve o jovem Gabriel Bortoleto ganhando a Fórmula 3 — o garoto, pupilo de Fernando Alonso, foi o primeiro brasileiro a ganhar a categoria.

Outubro

Brasil conquistou 66 ouros nos Jogos Pan-Americanos

Brasil conquistou 66 ouros nos Jogos Pan-Americanos

Principal evento esportivo de 2023, os Jogos Pan-Americanos foram disputados entre o fim de outubro e o começo de novembro, em Santiago, no Chile. Apesar de alguns resultados abaixo do esperado, o Brasil fez uma excelente campanha em território chileno. Ao todo, a delegação brasileira conseguiu um recorde absoluto de 205 medalhas, sendo 66 ouros, 73 pratas e 66 bronzes. Com o montante, o país cumpriu a meta estabelecida pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), terminando no segundo lugar da classificação geral, a melhor posição da história. Os Estados Unidos voltaram a vencer o Pan, com 124 medalhas de ouro, 75 pratas e 87 bronzes — 286, no total. O México ficou em terceiro, com o Canadá na quarta posição. Em outubro, quem também comemorou bastante foi o piloto Max Verstappen, da RBR. Dominando a Fórmula 1, o holandês conquistou o tricampeonato com antecedência, sem dar chance aos rivais. Já a incrível ginasta brasileira Rebeca Andrade superou a lenda Simone Biles e se sagrou bicampeã de salto — ela ainda conquistou três pratas e um bronze na Antuérpia.

Novembro

Daniele Souza-badminton-jogos-parapan-americanos-reproducao-twitter-@cpboficial (1)

Daniele Souza conquistou medalha de ouro no badminton WH1

Os atletas paralímpicos brasileiros também brilharam. No Parapan, o Brasil conseguiu a melhor campanha de uma delegação na história. Foram 343 medalhas, sendo 156 ouros, 98 pratas e 89 bronzes. O país superou todos os recordes da edição realizada em Lima, no Peru, em 2019. Naquele ano foram 308 medalhas no total. Os Estados Unidos ficaram em segundo lugar, com 166 medalhas no total, seguido de Colômbia, México e Argentina. No final do mês, porém, o futebol brasileiro viveu dias de luto com a morte do lendário treinador Rubens Minelli.

Dezembro

gabriel-casagrande-stock-carreproducao-instagram-@@marcelommm @dudabairros @victoreleuterio

Gabriel Casagrande conquistou o bicampeonato da Stock Car no último domingo, 17

No último mês do ano, Gabriel Casagrande faturou o bicampeonato da Stock Car, principal categoria do automobilismo nacional. Já Rayssa Lela foi vice no Mundial de Skate Street, com final realizada em território japonês. O mês também foi de recordes para Giannis Antetokounmpo e James Harden na NBA.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »