Mundo

Em discurso de Ano Novo, Vladimir Putin afirma que Rússia não vai recuar


Presidente não mencionou a Ucrânia, mas prestou homenagem aos soldados russos: “nossos heróis”. Foto de 28 de dezembro mostra o presidente Vladimir Putin em reunião com CEO de uma estatal russa
Sputnik/Gavriil Grigorov/Kremlin via Reuters
O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou neste domingo (31) que o seu país “nunca recuará” depois de ter “defendido firmemente” os seus interesses em 2023, no seu discurso de Ano Novo, sem mencionar explicitamente a Ucrânia.
“Provamos repetidamente que podemos resolver as tarefas mais difíceis e que nunca recuaremos porque nenhuma força pode nos dividir”, disse ele na televisão.
✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp
Mesmo que Vladimir Putin não tenha mencionado diretamente o conflito na Ucrânia, iniciado há quase dois anos, o presidente fez várias alusões à guerra, como, por exemplo, prestando homenagem aos soldados, “nossos heróis”.
Mas ao contrário do ano passado, quando o presidente apareceu ladeado por soldados fardados, desta vez Putin proclamou que o ano de 2024 seria o da “família”, face ao cenário tradicional do Kremlin.
Leia também:
Moscou atinge cidade ucraniana em represália ao ataque sem precedentes na Rússia
Ucrânia diz que Rússia ataca Kiev e Kharkiv, as duas maiores cidades ucranianas
Em 2023, “defendemos firmemente os nossos interesses nacionais, a nossa liberdade e a nossa segurança, os nossos valores”, afirmou neste discurso transmitido pela primeira vez no Extremo Oriente russo, tendo em conta a diferença de fusos horários com Moscou.
O presidente afirmou que a Rússia, que vive “uma fase histórica”, estará “ainda mais forte” no próximo ano.
Durante os seus desejos no ano passado, Vladimir Putin assegurou que a “correção moral e histórica” estava “do lado” da Rússia.
(Com informações da AFP)

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »