Guarujá

Aniversário de Santos terá fogos não utilizados no Réveillon 2024; entenda


Prefeitura de Praia Grande diz que não fará o pagamento e Guarujá afirmou que os fogos serão usados em uma nova data. Cidades da Baixada Santista precisaram mudar os planos devido às condições meteorológicas da região na virada do ano. Santos (SP) teve queima de fogos de 14 minutos no Réveillon 2024
Vanessa Rodrigues/Jornal A Tribuna
A poucas horas da chegada de 2024, Guarujá e Santos anunciaram a suspensão parcial da queima de fogos devido às condições meteorológicas. Já a Prefeitura de Praia Grande cancelou totalmente o espetáculo pirotécnico. Passado o Réveillon, o g1 questionou as prefeituras sobre o que será feito com o material excedente.
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp.
Além de Guarujá e Santos, o céu ficou iluminado com diferentes cores em São Vicente, Cubatão e Peruíbe. Em Bertioga, Mongaguá e Itanhaém, a gestão decidiu não realizar o show pirotécnico na virada do ano.
Santos informou, nesta terça-feira (2), que os fogos não utilizadas no Réveillon 2024 vão compor a programação do próximo aniversário da cidade, ainda em janeiro (veja mais abaixo).
LEIA MAIS
Vídeo mostra banhistas sendo resgatados com apoio de helicóptero em praia lotada no litoral de SP
Volta do Réveillon congestiona as rodovias que ligam o litoral a capital paulista
Santos, SP, inicia mutirões de verão contra o Aedes aegypti; confira os bairros contemplados
Santos
Em Santos, foram 14 minutos de show pirotécnico com fogos de baixo ruído que iluminaram o céu com formatos de corações, estrelas, círculos, carinhas felizes, efeitos múltiplos de anéis e estrelas cadentes ao longo da orla. De acordo com a administração municipal, mais de 1 milhão de pessoas curtiram o espetáculo.
Por causa da frente fria que atingiu a região, provocando alta da maré e mar agitado, o posicionamento das balsas com os fogos de artifício ficou prejudicado. Levando isso em conta, a empresa responsável reposicionou somente seis das dez embarcações previstas. Elas foram ancoradas entre os canais 3 e 6.
Em nota enviada ao g1, a Prefeitura de Santos informou que não houve investimento do poder público na realização do show pirotécnico, que foi garantido pelos patrocinadores do evento.
“Em comum acordo entre a Prefeitura de Santos e as empresas que atenderam o chamamento público para realizarem o show pirotécnico, as balsas não usadas no Réveillon serão utilizadas na programação do próximo aniversário de Santos. Detalhes serão anunciados em breve”, afirmou a prefeitura, em nota.
Santos teve 14 minutos de queima de fogos com baixo ruído
Alexsander Ferraz/A Tribuna Jornal
Praia Grande
Já a cidade de Praia Grande cancelou a queima de fogos no Réveillon devido à alta maré e ressaca que geraram instabilidade nas balsas que levariam os fogos ao mar. No domingo (31), artefatos do show pirotécnico afundaram nas águas após uma das embarcações ser atingida pelas ondas.
Questionada pelo g1 sobre o destino dos recursos, a administração municipal informou que o valor do investimento previsto para a queima de fogos era de R$ 2,69 milhões. De acordo com o contrato firmado por meio de licitação, a prefeitura tem 30 dias para pagar pelo serviço após a comprovação da execução.
Tendo em vista a mudança de planos, a Prefeitura de Praia Grande não fará o pagamento e diz ter acionado o setor jurídico para apurar as condições de cancelar a queima de fogos. Após uma análise, as providências serão tomadas.
Ondas ‘derrubam’ fogos de artifício de balsa para o Réveillon em Praia Grande, SP
Guarujá
Com 15 minutos de duração, a queima de fogos em Guarujá, inicialmente prevista para cinco locais diferentes, ocorreu em quatro: Mirante da Campina (que divide as praias de Pitangueiras e da Enseada), na Praia do Perequê e nas praças 14 Bis (Vicente de Carvalho) e Mário Covas (Morrinhos).
Conforme a prefeitura, o ponto alto do show seria na Praia de Pitangueiras, onde quatro balsas seriam distribuídas no mar para levar o público. Apesar dos planos, as condições marítimas impediram que isso acontecesse.
Em nota, a administração municipal informou que “não houve prejuízo com relação à queima de fogos e que o material referente às quatro balsas será utilizado numa próxima data a ser definida”. Questionada, a prefeitura disse que as possibilidades ainda são estudadas.
Queima de fogos em Guarujá (SP) ocorreu em quatro pontos da cidade
Prefeitura de Guarujá/Divulgação
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »