Guarujá

Motorista de app joga carro contra viatura ao desconfiar de ‘códigos’ de passageiros no litoral de SP


Segundo apurado pelo g1, um dos passageiros do veículo era detento beneficiário de saída temporária. Uma metralhadora foi encontrada após a ação do motorista. Motorista de app joga carro contra viatura ao desconfiar de ‘códigos’ de passageiros
Reprodução
Um detento que estava em saída temporária foi preso após ser flagrado com uma metralhadora artesanal em Mongaguá, no litoral de São Paulo. Ele e outros homens estavam em uma corrida por aplicativo quando o motorista desconfiou do grupo e fez uma manobra para chamar atenção da equipe da Polícia Militar, que realizou a abordagem e deteve os suspeitos.
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp.
De acordo com informações da polícia divulgadas nesta terça-feira (2), o grupo embarcou no veículo de aplicativo em São Paulo e pagaria R$ 300 pela viagem até o bairro Vera Cruz, em Mongaguá. Porém, o motorista ficou desconfiado do comportamento do grupo.
Logo no início do trajeto, o passageiro que solicitou a corrida no aplicativo disse que pagaria em dinheiro quando chegasse na praia, pois a esposa dele estaria com R$ 10 mil para gastar no litoral.
Além dele, outros dois homens embarcaram no veículo e o grupo disse que outra pessoa entraria no carro no meio do caminho. Além disso, um dos passageiros questionou se haveria policiais no trajeto e o motorista disse que apenas na praça de pedágio. Sendo assim, o suspeito questionou se o carro tinha a opção de pagamento automático no pedágio.
Logo em seguida, o motorista foi orientado a parar em uma praça, onde o quarto homem entrou no automóvel. No entanto, o último passageiro levantou ainda mais suspeitas do motorista, pois aparentava estar com dor na lateral da costela e passou a conversar em códigos com outros passageiros.
Metralhadora artesanal foi apreendida pela PM
Divulgação
Quando o grupo chegava ao destino em Mongaguá, o motorista precisou dirigir por uma via escura e ficou preocupado. Desta forma, ele aproveitou que os passageiros queriam urinar para ir em direção a um autoposto, mas o fato gerou irritação nos homens, que pediram para ele voltar à rota original.
Em determinado ponto na Avenida São Paulo, o motorista parou em uma padaria e, ao perceber uma viatura se aproximando, fez uma manobra brusca e jogou o carro em direção aos policiais para que fosse abordado.
Durante o desembarque do automóvel, um dos homens fugiu e uma metralhadora artesanal foi jogada ao chão. Desta forma, o motorista explicou o caso aos policiais e os três passageiros prestaram depoimentos. Eles disseram que desconheciam a existência da arma e não tinham nada para falar sobre o homem que fugiu.
Em pesquisa, os policiais notaram que um deles, de 28 anos, era detento do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de São José do Rio Preto. Ele estava em benefício de saída temporária desde o dia 22 de dezembro de 2023. Todos foram encaminhados para a delegacia e permanecem à disposição da Justiça. O caso segue sendo investigado.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »