Geral

Distrito Federal se preocupa com casos de leptospirose após chuvas e enchentes

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal divulgou dados preocupantes sobre a leptospirose na região. Apenas na primeira semana do ano, foram registrados dois casos suspeitos da doença, ressaltando os riscos das chuvas e enchentes recentes que atingiram a capital do país. No ano passado, uma pessoa morreu em decorrência da leptospirose no DF, além de 111 casos suspeitos, sendo que 75 foram descartados, nove confirmados e seis ainda estão em análise. Após as chuvas que afetaram a Vila Cauhy, no Núcleo Bandeirante, com transbordamento do córrego Riacho Fundo e mais de 60 pessoas desabrigadas, a Secretaria de Saúde emitiu um alerta epidemiológico na região e em outros pontos mais afetados da capital. Equipes da pasta estão monitorando locais com possíveis vetores da doença, enquanto o Serviço de Limpeza Urbana realiza a retirada de entulhos e lixos levados pela chuva. No entanto, é necessário tomar uma série de cuidados para evitar a contaminação.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

De acordo com o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, a água e a lama das enchentes são a segunda maior causa de contaminação pela leptospirose em todo o país. Em primeiro lugar estão os casos de contaminação em locais com presença de roedores, seguidos por regiões com criação de animais e próximas a rios, lagoas e córregos. Para evitar a doença, é importante seguir algumas recomendações: evitar contato prolongado com áreas alagadas, lama e esgoto; higienizar-se o mais rápido possível com água potável e sabão após contato com água de enchentes; procurar locais protegidos para evitar a exposição à lama e água; e não consumir alimentos que entraram em contato com a água, mesmo que estejam embalados ou enlatados.

Os principais sintomas da leptospirose são febre, dor de cabeça e dor no corpo, principalmente na região lombar e panturrilhas. Em casos mais graves, a doença pode causar alterações respiratórias e urinárias, sangramentos, hipotensão, vômitos e arritmias cardíacas. Em caso de suspeita, a Secretaria de Saúde orienta que o paciente busque atendimento médico e informe se teve contato com possíveis locais de contaminação. Além da leptospirose, as enchentes também representam um risco para outras doenças, como as diarreicas, verminoses e febre tifoide. Essas infecções podem ser adquiridas por contaminação da água e dos alimentos, por isso é importante descartá-los após entrarem em contato com água de enchentes.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »