Geral

Frederik X é coroado rei da Dinamarca e assume trono com foco nas mudanças climáticas

O príncipe Frederik X da Dinamarca, foi corado rei neste domingo, 14, após a renúncia de sua mãe, a rainha Margrethe II, que durante discurso de final do ano, em 2023, anunciou que deixaria o trono em janeiro. “Hoje é domingo, 14 de janeiro de 2024. Sua Majestade a Rainha Margrethe II abdicou (…) Vida longa à Sua Majestade, o Rei Frederico X”, proclamou a primeira-ministra, Mette Frederiksen, do balcão do Palácio Christiansborg, diante de cerca de 100.000 pessoas. “Minha mãe conseguiu se unir ao seu reino como poucos (…) Minha esperança é me tornar um rei unificador para o futuro”, disse Frederico X. “É uma responsabilidade que assumo com respeito, orgulho e muita alegria”. Antes de se afastar do balcão, o monarca beijou sua esposa, a rainha Mary, de vestido branco. Nascida na Austrália, é a primeira rainha dinamarquesa que não tem origem na nobreza.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Assim como o rei Charles III, do Reino Unido, Frederik faz parte de uma nova geração de membros da realeza que têm suas vidas amplamente documentadas pela mídia e que se engajam em questões contemporâneas, como a luta contra as mudanças climáticas. Enquanto a rainha Margrethe já havia causado polêmica ao afirmar que não estava convencida de que as mudanças climáticas eram causadas pelos humanos, seu filho é conhecido por sua preocupação com o meio ambiente. Frederik descreveu como uma viagem ao Ártico mudou sua visão sobre a crise climática, convencendo-o de que era seu dever falar abertamente sobre o assunto. Ele participou de cúpulas climáticas da ONU e fez discursos e entrevistas sobre questões ambientais, destacando a urgência de agir e pressionando os investidores a adotarem práticas que combatam o aquecimento global.

No entanto, o compromisso de Frederik X com o meio ambiente também gerou dúvidas entre aqueles que argumentam que membros da realeza pedindo reduções de emissões de carbono enquanto vivem em castelos e viajam em aviões privados pode ser contraditório. Alguns acreditam que o príncipe herdeiro precisa encontrar um equilíbrio entre sua preocupação com o clima e a ostentação associada à realeza. Diferentemente do Reino Unido, onde a monarquia enfrenta crescente fadiga e críticas, a monarquia dinamarquesa é menos polarizadora. Mais de 75% da população dinamarquesa apoia a manutenção de um chefe de Estado real. No entanto, a mídia local acompanha de perto a vida dos membros da família real, como no caso do acidente de carro em que Frederik se envolveu em 1988. Ao longo dos anos, o príncipe se formou na Universidade de Aarhus, serviu nas forças armadas e se destacou por sua dedicação ao preparo físico e ao bem-estar pessoal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »