Geral

Serviços registra crescimento de 0,4% em novembro após três meses de queda

Setor de serviços registrou crescimento de 0,4% de outubro para novembro de 2023. É o apontam os dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira, 16. Após três meses de resultados negativos, o volume prestado no Brasil apresentou um aumento no referido mês. O setor encontra-se 10,8% acima do nível pré-pandemia, em fevereiro de 2020, porém 2,6% abaixo do ponto mais alto da série histórica, em dezembro de 2022. Na comparação com o mês de outubro do ano passado, 12 das 27 unidades da federação tiveram expansão no volume de serviços. São Paulo foi o Estado com maior impacto positivo, registrando um aumento de 1,1%. Em seguida, vieram Paraná (2,4%), Mato Grosso (3,1%) e Mato Grosso do Sul (4,8%).

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Por outro lado, Rio Grande do Sul (-2,0%), Distrito Federal (-2,6%), Maranhão (-7,6%) e Amazonas (-4,8%) apresentaram as principais taxas negativas no mês. Já no acumulado de janeiro a novembro de 2023, em comparação com o mesmo período de 2022, o setor teve crescimento de 2,7%. Das cinco atividades de divulgação analisadas, quatro apresentaram taxas positivas: outros serviços (3,6%), profissionais, administrativos e complementares (1%) e serviços prestados às famílias (2,2%). Por outro lado, os segmentos de transportes (-1%) e serviços de informação e comunicação (-0,1%) tiveram queda. O IBGE também aponta que as atividades turísticas registraram uma variação negativa de 2,4% em novembro de 2023. Com isso, o segmento está 2,2% abaixo do patamar pré-pandemia, em fevereiro de 2020, e 5% abaixo do ponto mais alto da série histórica, alcançado em fevereiro de 2014.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »