Geral

Presidente da Guatemala aciona procuradora que liderou ofensiva contra ele

O presidente da Guatemala, Bernardo Arévalo, convocou nesta sexta-feira, 19, a procuradora-geral Consuelo Porras para uma reunião na próxima quarta-feira, 24, no Palácio Nacional da capital Cidade da Guatemala. Arévalo acusa a procuradora de liderar uma tentativa de “golpe de estado”. O presidente já havia anunciado que convocaria Porras para solicitar sua renúncia, já que, por lei, ele não pode remover a procuradora-geral do cargo. “A convidaremos ao gabinete para pedir sua renúncia. Já disse isso publicamente e reitero: nessa reunião vou pedir sua renúncia e espero que tenha o bom senso de entregá-la”, afirmou.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Consuelo é considerada “corrupta” e “antidemocrática” pelos Estados Unidos, além de ser acusada pelo presidente da Guatemala e pela comunidade internacional de tentar “minar” a democracia. De acordo com as acusações, Porras teria colocado em risco a transição presidencial por “investigações controversas”. Após Arévalo ter chegado ao segundo turno das eleições, a procuradora liderou uma perseguição judicial contra o político. Bernardo Arévalo assumiu a presidência do país no início desta semana. Estas ações da procuradora foram consideradas, por ele, como um “golpe de estado” para evitar sua posse como presidente.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »