Guarujá

Litoral de SP estava coberto por intensa tempestade elétrica na hora da morte de banhista; seis ficaram feridos


Mulher de aproximadamente 60 anos foi atingida por um raio junto a seis pessoas em Praia Grande, SP. Ela chegou a receber massagem cardiopulmonar e ser conduzida à UPA do Samambaia, mas não resistiu. Mapa do Elat mostra alta atividade elétrica na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, pouco após acidente com raio em Praia Grande (SP)
Reprodução
Uma tempestade elétrica passou pelo litoral de São Paulo na tarde deste sábado (20), no momento em que sete pessoas foram atingidas por um raio, e uma delas morreu. O caso aconteceu em Praia Grande, SP.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
O mapa de raios do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) mostrou, em tempo real, intensa atividades de relâmpagos no momento da fatalidade, por volta das 13h30, quando chovia forte.
A vítima fatal, de aproximadamente 60 anos, estava sem documentos e, conforme apurado pelo g1, não tinha relação com outras seis pessoas atingidas pela descarga elétrica na Praia da Vila Caiçara — elas foram hospitalizadas e estão conscientes.
Um guarda guarda-vidas chegou a fazer massagem cardiopulmonar na idosa antes dela ser conduzida à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Samambaia e morrer. (veja abaixo)
De acordo com o Elat, para evitar acidentes com raios, o ideal é não sair de casa ou permanecer na rua durante as tempestades, a não ser que seja necessário. Neste caso, procure se abrigar nos seguintes lugares:
Carros, ônibus ou outros veículos metálicos não conversíveis, estacionados longe de árvores ou linhas de energia elétrica;
Moradias ou prédios, de preferência que possuam proteção contra raios;
Abrigos subterrâneos, como metrôs ou túneis, em grandes construções com estruturas metálicas, ou em barcos ou navios metálicos fechados.
Banhistas são atingidos por raio em praia do litoral de SP
Leia também:
BRIGA MORADORES: Briga de moradores em situação de rua termina com golpe de Karatê Kid; VÍDEO
CRIANÇA ATROPELADA: Criança ‘voa’ após ser atropelada por charrete guiada por cavalo em praia do litoral de SP; VÍDEO
IRMÃ CRISTIANO: Irmã de Cristiano Ronaldo curte praia em Guarujá e rasga elogios a brasileiros: ‘surreal a luta e a diversidade’
Mulher atingida por raio em Praia Grande (SP) é socorrida e levada a hospital em estado grave
Reprodução
Temporal
Na noite de sexta-feira (19) uma nuvem ‘gigante’ trouxe um temporal à Baixada Santista, no litoral de São Paulo, após dias de calor intenso que, inclusive, ultrapassaram os 39,7ºC. O fenômeno observado de diversas cidades da região, segundo uma meteorologista ouvida pelo g1, é conhecido como nuvem prateleira.
Heloísa Pereira Nóbrega, meteorologista da Ampere, informou à equipe de reportagem que as nuvens prateleiras são frequentemente associadas a ventos intensos que precedem tempestades, com possibilidade de raios e granizo.
Fenômeno da ‘nuvem prateleira’ foi registrado na Baixada Santista antes de tempestade
Vanessa Rodrigues/A Tribuna Jornal
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto em Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »