Guarujá

EXCLUSIVO: vídeo mostra operação criminosa por carga milionária que terminou com três mortos e 17 presos


Vídeo mostra ‘passo a passo’ da ação da quadrilha, que é especializada em roubos, na Via Anchieta, na altura de Cubatão (SP). Dos 25 criminosos que participaram do assalto, 17 foram detidos e três mortos. Vídeo mostra ação criminosa por carga milionária que terminou com três mortos e 17 presos
Imagens inéditas mostram o ‘passo a passo’ do roubo de um caminhão, que transportava uma carga de cigarros avaliada em R$ 7,2 milhões, por uma quadrilha especializada, na Via Anchieta, na altura de Cubatão (SP). O vídeo foi obtido pelo g1 e TV Tribuna, afiliada da Globo, nesta quarta-feira (24).
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
O assalto aconteceu por volta das 10h de terça-feira (23) e teve a participação de 25 criminosos. No total, 17 suspeitos foram detidos – sendo 15 homens e 2 adolescentes. Três membros da quadrilha morreram em confronto com a polícia durante a fuga.
Nas imagens, é possível ver alguns carros cercando o caminhão com a carga de cigarros na rodovia. Em seguida, uma câmera interna do veículo, que ainda seria roubado, mostra o motorista olhando em várias direções, nervoso com a presença dos automóveis em atitude suspeita.
Instantes depois, os criminosos emparelham os veículos e anunciam o assalto. O motorista do caminhão levanta os braços em sinal de rendição, tem breve conversa com o bando e segue o caminho ‘indicado’ pela quadrilha.
Imagens inéditas mostram quadrilha roubando caminhão com carga de R$ 7 milhões
Reprodução
Os 25 criminosos estavam com dois caminhões e quatro automóveis. Eles entraram pela estrada de serviço da Via Anchieta acompanhados pelo caminhoneiro, que transportava a carga de cigarros. A vítima estacionou o veículo, enquanto criminosos faziam o transbordo das mercadorias.
A última imagem mostra o momento em que três caminhões, incluindo o roubado, são ‘alinhados’ para a transferência das caixas.
Assalto em Cubatão
Arte/G1
Frio, chuva e mata – uma estratégia
Ao g1, nesta quarta-feira (24), o Comandante do 1º Batalhão de Polícia Rodoviária, o tenente coronel Fábio Paganotto, disse que a quadrilha é de Carapicuíba e Itapecerica da Serra.
Para conseguir capturar os criminosos, a Polícia Rodoviária e a Coordenação de Operações e Recursos Especiais da Polícia Civil (COE) montaram uma estratégia na estrada de serviço, segundo o comandante.
Policias Civil e Militar prendem 17 criminosos e mata três durante mega-assalto na Via Anchieta, SP
Reprodução e TV Tribuna
“Nós sabíamos que tinham mais 12 dentro da mata. É uma mata bem fechada, quando você anda lá dentro tem alguns momentos que são precipícios. Nós ficamos na mata até chegar o apoio do COE. Eles tem mais técnica para andar em mata fechada. Nós saímos e fizemos um cerco na estrada de serviço. O COE foi andar na mata e se deparou com três armados”
Com neblina, chuva forte e frio, os policiais usaram a condição do tempo e a geografia da Serra do Mar a favor da operação.
“Sabemos que ninguém suporta ficar dentro dessa mata por muito tempo. Como eles tiveram que descarregar uma carreta gigantesca, eles tiraram a camisa. Sem camisa, dentro daquela mata, com chuva e neblina, eles iam sair. Nós mantivemos a tropa rodoviária cercando a mata até a noite. Eles começaram a sair. Nós fomos prendendo todo o resto” conta.
Segundo o tenente, além disso, a empresa vítima do roubo é especializada em carga de cigarro e derivados de fumo. Ela tem um setor de inteligência que também auxiliou os PMs rodoviários.
Munições no local onde houve troca de tiros entre criminosos que roubaram carga e a polícia, em Cubatão (SP)
Gyovanna Soares/g1 Santos
Quadrilha especializada
De acordo com o comandante, a forma de agir da quadrilha despertou a atenção dos policiais, pela organização, quantidade de criminosos e também porque portavam muitas armas.
“Nós tivemos um roubo ultraviolento, ou seja, grande quantidade de marginais fortemente armados. Não é uma coisa normal, chamou atenção porque este tipo de roubou gera um alerta na nossa cabeça porque normalmente esse tipo de ocorrência acaba em fatalidade principalmente policial”.
Roubo de carga em 2020 teve a mesma dinâmica do mega-assalto desta terça-feira (23)
Polícia Militar Rodoviária/Divulgação
Mesmo modus operandi
Em 2020, a Polícia Rodoviária se deparou com um roubo de uma carga de um caminhão, na mesma estrada de serviço da Anchieta, onde ocorreu o assalto neste ano. Na época, segundo o tenente, os criminosos agiram da mesma forma. Mas, as equipes chegaram ao local muito depois e ninguém foi preso.
“Desta vez, quando recebemos a informação de um desvio de rota, nós já sabíamos como a quadrilha operava e nosso policiamento não fez comunicação via rádio porque eles estavam com rádio transmissor copiando eles e chegamos a pé, acabou tendo êxito”.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »