Geral

5 dicas para lidar com o choro das crianças na volta às aulas

Não dá para negar: as férias são uma delícia, mas deixar essa nova realidade de diversão e descanso para retomar à rotina escolar pode ser um desafio e tanto. Por conta disso, é comum que a insegurança e até a ansiedade venham à tona no primeiro dia de aula, causando frio na barriga, inquietação ou crises de choro.

Com a volta às aulas se aproximando, muitos familiares já começam a ficar preocupados sobre como agir com as crianças no início desse novo ano letivo, sobretudo se elas estiverem indo para uma escola nova. Pensando nisso, Liane Poggetti, diretora assistente do Colégio Rio Branco Unidade Granja Viana, elenca 5 dicas valiosas para lidar com a criançada e tornar o momento mais tranquilo para toda a família. Confira!

1. Inclua as crianças nas atividades preparatórias

Permita que as crianças participem das atividades que envolvem a volta às aulas. “Inclua as crianças no processo de preparação para o retorno às aulas. Permita que escolham seus materiais, organizem seus pertences e participem das decisões relacionadas ao início do ano letivo. Essa participação ativa pode diminuir a ansiedade e criar entusiasmo”, compartilha a diretora. 

2. Participe da rotina dos pequenos

Segundo Liane Poggetti, ter os familiares presentes e envolvidos nos eventos da escola é muito positivo para essa (re)adaptação. Assim, a dica é participar ativamente das atividades escolares, como reuniões e festividades.

“Esteja presente também em eventos sociais que envolvam colegas fora da escola. Essa participação ajuda a fortalecer os laços com a comunidade escolar, proporcionando à criança um sentimento de pertencimento e apoio”, completa.

Estabelecer uma boa comunicação com as crianças incentiva a expressão dos seus sentimentos Imagem: créditos: fizkes | Shutterstock

3. Estabeleça uma comunicação aberta e acessível

Em vez de perguntas genéricas, aborde a criança de maneira sensível sobre suas experiências escolares. E como fazer isso? Incentive a expressão de sentimentos e emoções, criando um ambiente de comunicação aberto e confortável. Isso pode ajudar a identificar possíveis preocupações e a fortalecer o vínculo emocional.

4. Mantenha a rotina

Segundo a especialista, evitar desregular os horários das crianças evita que elas estranhem ao voltarem para a escola. “Mantenha rotinas consistentes, especialmente no que diz respeito a horários de sono e à organização do espaço de estudo. Isso ajuda a estabilizar o ritmo do relógio biológico da criança, proporcionando-lhe um ambiente mais estruturado e propício ao aprendizado”, orienta Liane Poggetti.

5. Converse com os professores

Novos ares, novos medos. Se, mesmo conhecendo a turma, o aluno fica nervoso no primeiro dia de aula, quando o lugar e as pessoas são totalmente novos, o sentimento tende a se intensificar. Nesse contexto, é fundamental conversar com a professora ou o professor sobre essa transição e fornecer informações a respeito da criança, permitindo que as estratégias de adaptação sejam ainda mais personalizadas. Além disso, se houver algum amigo já conhecido ali, vale fomentar uma interação para que o desafio seja compartilhado.

Por Thaís Aidar

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »