Guarujá

Prefeitura de Santos embarga obra de prédio que causou ‘cratera’ em calçada durante temporal; VÍDEO


Carro quase foi ‘engolido’ por cratera formada após calçada ceder no bairro Gonzaga, em Santos (SP). Tempestade faz calçada afundar no litoral de SP e carro quase é engolido por cratera
A Prefeitura de Santos, no litoral de São Paulo, embargou a obra de um prédio após a calçada ceder e quase ‘engolir’ um carro, em meio ao temporal que atingiu a Baixada Santista. Segundo o município, a construtora responsável foi intimada a providenciar as medidas necessárias para garantir a segurança de trabalhadores, pedestres e imóveis do entorno.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
O caso aconteceu na Rua Carlos Affonseca, no bairro Gonzaga, durante a tarde da última quarta-feira (24). A prefeitura informou, por meio de nota, que a Defesa Civil da cidade vistoriou o empreendimento e imóveis do entorno. O trecho da calçada atingido permanece interditado e sinalizado.
De acordo com o município, a Defesa Civil recomendou o isolamento de parte do andar térreo de um prédio vizinho, mas ressaltou que não houve a necessidade de evacuação. A prefeitura acrescentou que também foram verificados impactos do problema em outros imóveis próximos.
Uma calçada cedeu na Rua Carlos Affonseca, no Gonzaga, em Santos, durante um temporal que atinge a Baixada Santista
Reprodução
Segundo a secretária de Infraestrutura e Edificações da cidade, Larissa Oliveira Cordeiro, os responsáveis pela obra se dispuseram a adotar as medidas necessárias, como aterrar o solo atingido, já na manhã desta quinta-feira (25).
“Também verificamos que a obra está com a documentação regular. Vamos continuar a acompanhar os trabalhos de recuperação do trecho avariado”, explicou a secretária, em conteúdo divulgado pela prefeitura.
Medidas
O município divulgou posteriormente que a construtora do prédio iniciou, ainda na manhã desta quinta-feira (25), as obras para refazer os danos internos no terreno causados pelas fortes chuvas.
De acordo com a prefeitura, o embargo da obra permite somente intervenções essenciais para o restabelecimento da segurança do local. A causa do acidente é investigada.
O que diz a construtora
Em nota, a Construtora Patriani afirmou que a obra não contribuiu para o problema, permanecendo intacta, não havendo nenhum tipo de ocorrência.
A companhia esclareceu que a ‘cortina de concreto’, que separa a obra da calçada, está intacta. Segundo a empresa, o afundamento do solo aconteceu na calçada, onde existe a rede de bueiros e galerias.
Chuva em Santos
A Defesa Civil de Santos alertou que os morros da cidade foram colocados em “estado de atenção” por conta das chuvas. Ainda de acordo com a prefeitura, foi registrado às 21h de quarta-feira (24) o acumulado pluviométrico de 154 milímetros, em referência àquelas últimas 72 horas.
O município divulgou também que nove ocorrências foram contabilizadas nos morros Caneleira, Marapé, Monte Serrat, Nova Cintra e Saboó. Entre os casos de maior relevância, a prefeitura apontou um escorregamento de terra de pequeno porte, que atingiu uma casa desocupada no morro Santa Maria. Não houve registro de vítimas em nenhum deles.
Rua Frederico Ozanan, José Menino, em Santos (SP)
Paulo Passos
No Morro do Marapé foi registrada a queda de um muro, que atingiu cinco moradias. A Prefeitura Regional dos Morros foi acionada para a retirada do material que caiu sobre as casas. Após vistoria da Defesa Civil, os imóveis foram interditados.
Segundo a prefeitura, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds) realizou o atendimento das famílias das casas atingidas. Até a noite de quarta-feira (24), porém, apenas uma família havia buscado abrigo na Sociedade de Melhoramentos do Marapé, onde a Seds está disponível para assistência. As demais famílias optaram por se abrigar na casa de parentes.
No Saboó, foi registrado que a queda de um muro atingiu uma moradia. O imóvel foi parcialmente interditado pela Defesa Civil, mas não precisou ser evacuado.
Segundo a prefeitura, também foram registradas quedas de algumas árvores pela cidade, que foram vistoriadas pela Coordenadoria de Paisagismo.
Alerta de chuva
A Defesa Civil Estadual emitiu um alerta, na tarde desta quarta-feira (24), para pancadas de chuva em diversas áreas do estado. Segundo o órgão estadual a expectativa é que chova 220 mm na Baixada Santista e 180 mm no Vale do Ribeira até sábado (27).
A orientação da Defesa Civil, em casos de emergência, é acionar a Defesa Civil por meio do 199, a Polícia Militar pelo 190 ou o Corpo de Bombeiros pelo 193.
Tempestade faz calçada afundar, no bairro Gonzaga, em Santos, e carro quase é engolido por cratera
Yasmin Braga/g1
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »