Guarujá

Agente da Polícia Civil xinga profissionais e saca arma em pronto-socorro no litoral de SP; VÍDEO


Segundo boletim de ocorrência, mulher e marido reclamaram da demora no atendimento. Caso ocorreu em Iguape (SP). Agente da Polícia Civil xinga profissionais e saca arma em pronto-socorro no litoral de SP
Uma papiloscopista da Polícia Civil foi denunciada após sacar uma arma e xingar os profissionais do pronto-socorro de Iguape, no litoral de São Paulo. Em vídeo obtido pelo g1, nesta terça-feira (6), é possível ver a mulher e o marido gritando em direção ao secretário de saúde municipal devido à demora no atendimento (assista acima).
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp
O caso ocorreu, por volta de 11h40 desta segunda-feira (5), no Pronto-Socorro de Iguape. Segundo o boletim de ocorrência, policiais militares faziam patrulhamento de rotina quando foram acionados com a informação de que a policial estava com a arma apontada em direção à própria cabeça no local.
Quando chegaram ao local, ela já havia ido embora. O secretário, que foi alvo de xingamentos, informou que a mulher estava aguardando para ser atendida, mas que começou a dizer que não esperaria mais, sacou uma arma e fez ameaças.
Caso ocorreu no Pronto-Socorro de Iguape, na manhã da última segunda-feira (5)
Redes sociais
Ainda segundo o boletim de ocorrência, duas enfermeiras relataram ter sido ameaçadas com a arma de fogo e xingadas de “enfermeiras de b*sta”. O marido disse à polícia que a mulher aguardava o médico e, em determinado momento, teria surtado e deixado o local.
Desacato
A Prefeitura de Iguape disse que aguarda a apuração dos fatos. A cabo da Polícia Civil foi conduzida à Delegacia de Polícia de Iguape, onde o caso foi registrado como desacato.
A pistola, um carregador de pistola e a carteira de identificação da arma da agente foram apreendidos. Segundo apurado pelo g1, a mulher em questão é uma papiloscopista – profissional que faz análises para identificação de suspeitos ou desaparecidos.
O g1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) para um posicionamento sobre o caso, mas ainda não obteve retorno.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »