Guarujá

Falso massagista já se passou por ‘caça-talentos’ de modelos para tocar em partes íntimas de adolescente


Homem de 44 anos disse para a menor que queria fotografá-la na praia e, em seguida, passou as mãos nas pernas e nádegas dela. Ele foi preso preventivamente em Peruíbe, SP. Falso massagista foi preso após passar as mãos nas partes íntimas de mulheres em lojas, no Centro, em Peruíbe (SP)
Reprodução
O falso massagista, de 44 anos, preso preventivamente por importunação sexual contra funcionárias de lojas em Peruíbe, no litoral de São Paulo, já se passou por ‘caça-talentos’ para tocar nas partes íntimas de uma adolescente, de 16. Conforme apurado pelo g1, nesta quarta-feira (7), o homem teria dito à vítima representar uma marca de roupas íntimas e que gostaria de fotografá-la.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
A menor, acompanhada da mãe, registrou um boletim de ocorrência contra o homem na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). Em depoimento à polícia, a menina contou que trabalha em uma feira de artesanatos e que o falso massagista esteve no local em 19 de janeiro. Na ocasião, enquanto conversavam, ele colocou as mãos na pernas e nádegas dela.
Com base no BO obtido pelo g1, o homem disse à vítima que era ‘olheiro’ e trabalhava em uma empresa de roupas íntimas em São Paulo (SP). Ainda segundo a menor, ele teria dito que o tom de pele e os cabelos eram muito bonitos.
Na sequência, disse que não estava com a câmera fotográfica, mas sugeriu que ambos fossem à praia no dia seguinte para fazer fotos profissionais da vítima.
A adolescente vestia uma calça com uma abertura na perna e o homem resolveu comentar sobre a peça de roupa ao mesmo tempo que a tocou. Logo em seguida, segundo o depoimento, passou as mãos nas nádegas dela.
Conforme consta no documento, a jovem informou ter retirado as mãos do corpo dela e avisado ao criminoso que não estava interessada em ser modelo. Depois disso, o homem deixou a feira.
Ela chegou a conversar sobre o ocorrido com algumas lojistas que conhece e ouviu relatos sobre outras mulheres que haviam sido assediadas por um homem com as mesmas características.
Leia também
OPERAÇÃO POLICIAL: Morto com tiros de fuzil foi atraído para falso encontro e caiu em emboscada, diz familiar
BRIGA DE VIZINHOS: Homem atira e dá enxadada em mulher grávida de 8 meses no interior de SP
SÃO VICENTE: Homem morto pela Rota era catador de recicláveis e implorou pela própria vida, diz família
Outra vítima relata terror
Câmera de monitoramento flagrou falso massagista passando a mão nos seios de vítima, no Centro, em Peruíbe (SP)
Reprodução
Uma vendedora, de 29 anos, que teve os seios apalpados pelo falso massagista, disse que ficou paralisada e sem reação ao perceber que estava sendo vítima de abuso. Ao g1, ela contou que após a importunação sexual foi para casa tomar banho, pois sentia-se suja.
“Tomei um banho porque me sentia suja. Ficou a textura das mãos dele na minha cabeça. Um filme de terror”, disse a vítima que não quis se identificar.
A mulher disse que o homem entrou loja demonstrando interesse por roupas infantis e, em seguida, disse que trabalhava em uma clínica de massagens e que tinha percebido um desvio na coluna dela.
Ele se ofereceu para ajudá-la para melhorar a postura. A mulher aceitou e, inclusive, disse ter pensado que seria cobrada pela massagem, que o criminoso sugeriu ser feita no estoque.
A vítima, no entanto, disse que o falso massagista poderia realizar o procedimento onde estavam. “Foi quando sentei (no pufe) e ele enfiou as mãos dentro de meu sutiã. Fiquei apavorada e percebi que não estava fazendo só massagem”. Ela registrou um BO e contou que o noivo ficou transtornado com a situação.
Entenda o caso
Homem é preso após abusar sexualmente de mulheres ao se passar por massagista
No vídeo acima é possível vê-lo passando em frente a estabelecimentos no bairro Balneário Stella Maris, como se estivesse escolhendo o alvo. De repente, o homem para em frente a um deles e entra para fazer mais uma vítima.
O g1 apurou que ao menos quatro boletins de ocorrências por importunação sexual foram registrados contra o suspeito. Com base nas denúncias das mulheres, o homem se apresentava como massagista e, durante as conversas, dizia que abriria uma clínica de fisioterapia e massagem.
No decorrer do diálogo, ele questionava se as vítimas sentiam alguma dor no corpo. Era a preparação para o crime. Com a resposta positiva e autorização para tocar as mulheres, ele cometia os assédios.
O caso chegou à Polícia Civil devido à repercussão dos crimes entre os lojistas. Os agentes começaram a investigar e foram a campo para conseguir imagens de câmeras de monitoramento. Através delas descobriram e prenderam o falso massagista.
Ao g1, o delegado titular de Peruíbe, Marcos Roberto da Silva, disse acreditar que as vítimas tenham ficado constrangidas por terem caído na ‘lábia’ do criminosos e, por isso, a princípio não tinham registrado as ocorrências. “Todas as vítimas ele persuadiu”.
A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) informou, em nota, que os policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG) localizaram o criminoso após identificá-lo. Ele foi preso e conduzido à delegacia, onde permanece à disposição da Justiça.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »