Guarujá

Pai de homem baleado por PM reconhece erro do filho e diz que implorou para não atirarem nele; VÍDEO


Caso ocorreu no bairro Bitaru, em São Vicente (SP). Funcionário público foi socorrido pelo Samu e levado ao hospital. Policial alegou resistência, ameaça, desacato e legítima defesa. PM atira duas vezes contra homem em São Vicente
O pai do funcionário público, que estava desarmado e foi baleado duas vezes por um policial militar, no Parque Bitaru, em São Vicente, no litoral de São Paulo, disse que a discussão ocorreu após a vítima ter negado colocar a mão na cabeça por exigência do policial. O supervisor de campo Ricardo de Araújo disse que ele e o filho estavam trabalhando na zeladoria do local, junto com outros 16 funcionários, no momento da abordagem.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
Imagens obtidas pelo g1 mostram um grupo de homens envolvidos na discussão e o agente de segurança pública. O PM atirou duas vezes contra o homem, que foi socorrido e levado ao Hospital do VIcentino, onde permanece internado (assista o vídeo acima). O caso ocorreu na última sexta-feira (9).
Em entrevista à TV Tribuna, afiliada da Globo, Araújo afirmou que a equipe estava prestes a terminar o trabalho quando a viatura passou no local. “Desceu, pediu para que ele [meu filho] colocasse a mão na cabeça. Ele falou que não ia colocar, que estava trabalhando”.
Em seguida, Araújo disse que apresentou-se como responsável pela equipe de trabalhadores, mas percebeu que o policial estava irredutível e queria ver o filho dele com a mão na cabeça.
“Como meu filho não colocou, ele agrediu meu filho. Essa agressão foi com soco. Meu filho tentou revidar, aí ele sacou a arma, deu um tiro na perna do meu filho e depois deu um tiro embaixo do braço”, contou.
Pai explicou que filho foi baleado por policial militar após ter negado colocar as mãos na cabeça, em São Vicente (SP)
Fabio Pires/g1
Segundo ele, os policiais não pediram documento de ninguém.
“Ele só queria ver a pessoa com a mão na cabeça. Parecia uma questão de ego pessoal. Falei: ‘por favor, não faça isso, não atira, não atira’. Não teve jeito, ele atirou no meu filho para matar”.
O idoso também foi agredido pelo policial, que o empurrou ao chão. O filho dele está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Vicentino, e deve passar por procedimento cirúrgico.
Araújo disse, ainda, que a população não pode pagar pelos assassinatos que aconteceram contra policiais na região.Ele diz que está vivendo um clima de terror na região.
“A gente vê polícia na rua constantemente e isso não é ruim. Isso é muito bom à segurança da população, mas quando a gente tem policiais equilibrados, pessoas que não venham com sangue nos olhos matar inocente porque um companheiro de farda foi fuzilado”.
Homem desarmado é baleado por policial militar em São Vicente
Entenda o caso
Nas imagens, é possível ver a discussão entre o homem e o policial militar. De repente, o agente atira na perna do homem, que estava de camiseta branca e ficou mancando após ser baleado. A discussão continuou e o mesmo policial chegou a empurrar um idoso no chão. Ele estava com uma bengala e se levantou logo em seguida.
O mesmo policial militar continuou discutindo com o homem baleado na perna e com outras pessoas da comunidade. Em um determinado momento, o ferido é puxado e fica sem camiseta.
Em seguida, o policial segura o homem pelo braço, mas ele empurra a mão do PM. O agente tenta dar um soco no homem e, logo depois, aponta a arma em direção ao rosto do morador. O homem dá um soco no PM, que revida e atira pela segunda vez.
O homem cai no chão ensanguentado. O PM segue apontando a arma para os outros moradores, que protestam após a situação. Ainda de acordo com as imagens, é possível ouvir as pessoas gritando durante a gravação, pedindo para ligarem para o resgate e chorando.
Policial militar atira duas vezes contra homem durante discussão, no bairro Bitaru, em São Vicente (SP)
Reprodução
De acordo com a PM, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para resgatar a vítima, que foi encaminhada ao pronto-socorro e transferida ao Hospital do Vicentino (HDV).
A Prefeitura de São Vicente informou, em nota, que os profissionais de saúde do Samu encontraram uma vítima do sexo masculino, com ferimentos por arma de fogo na região torácica e no membro inferior esquerdo.
A vítima foi encaminhada para o Hospital do Vicentino (HDV), para avaliação médica, onde deu entrada na unidade, estável e consciente. O homem em questão é funcionário do município. Ele ocupa um cargo de coordenador da Prefeitura de São Vicente, na Secretaria de Serviços Públicos.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »