Brasil

Derrite diz que deve deixar governo de SP por ‘uma ou duas semanas’ para acompanhar PL das Saidinhas

O secretário de Segurança Pública de São Paulo e deputado federal, Guilherme Derrite, afirmou nesta terça-feira, 20, em entrevista à Jovem Pan News, que “caso o governador Tarcísio também concorde” ele deve retornar à Câmara dos Deputados por uma ou duas semanas para acompanhar “de perto” e “colocar sugestões” no projeto de lei das “saidinhas” temporárias. “Apresentar estatísticas reais em São Paulo, que é o maior Estado da federação, para que os colegas deputados possam se convencer do quão prejudicial é o benefício da saída temporária”, disse. O deputado federal foi o relator responsável pelas articulações com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, para destravar a pauta na Casa. “Esse projeto teve uma votação expressiva com 311 votos, daria até pra ter aprovado uma PEC’, afirmou.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Segundo Derrite, ele reuniu dados oficiais entre os anos de 2003 e 2023 que mostram que mais de 128 mil criminosos não retornaram ao presídio após a saída temporária em data comemorativa ou feriado. “É imensurável o número de crimes que eles cometeram e, além de ser mais um benefício, é um privilégio para criminosos cometerem mais delitos”, destacou. O Senado Federal aprovou nesta terça-feira o texto-base do projeto de lei das “saidinhas” por 62 votos favoráveis a 2 contrários e uma abstenção. Agora, o PL retorna para a Câmara dos Deputados para que os parlamentares possam avaliar as alterações. Com a aprovação da Casa, o texto segue para ser vetado ou sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »