Brasil

‘Se Putin não pagar o preço pela morte e destruição que causa, isso continuará’, alerta Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, confirmou nesta sexta-feira, 23, uma rodada de novas sanções à Rússia, com objetivo de garantir que seu homólogo russo, Vladimir Putin, “pague um preço ainda mais alto pela agressão (contra a Ucrânia) e pela repressão” no seu país. “Se Putin não pagar o preço pela morte e destruição que causa, continuará” a agir, alertou Biden. O anúncio inclui diversas medidas que visam indivíduos ligados à prisão do opositor Alexei Navalny, que morreu em uma prisão russa no Ártico, e ocorre após o encontro de Biden com a esposa de Navalny.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Como o site da Jovem Pan mostrou, o norte-americano encontrou a viúva e a filha de Alexei Navalny em reunião em São Francisco, na Califórnia, que foi organizada pela Casa Branca. No encontro, eles discutiram sobre questões políticas e direitos humanos, e Biden expressou suas condolências a Yulia e Dasha Navalnaya. O presidente dos EUA afirmou que possuía “admiração pela extraordinária coragem de Alexei Navalny e seu legado de luta contra a corrupção e por uma Rússia livre”. Em coletiva de imprensa, a Casa Branca solicitou às autoridades russas que entreguem o corpo de Alexei a sua mãe, Liudmila Navalnaya. Antes de falecer, Alexei cumpria pena de 19 anos no Ártico após ter sido acusado pelo governo russo de “extremismo”.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »