Guarujá

Santos é a cidade mais vertical do Brasil, segundo Censo 2022


Cidade ganhou mais de 21 mil apartamentos, representando um crescimento de 23,2% deste tipo de imóvel. Dados foram divulgados nesta sexta-feira (23) pelo IBGE. Maioria dos domicílios em Santos são em apartamentos.
Sílvio Luiz/A Tribuna Jornal
Santos, no litoral de São Paulo, é a cidade com a maior quantidade de apartamentos em relação a qualquer outro tipo de domicílio do Brasil. Isso porque o município conta com 67,1% das moradias em unidades de apartamentos, segundo novos dados do Censo Demográfico 2022, divulgados nesta sexta-feira (23) pelo Instituto de Geografia e Estatística (IBGE).
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp.
Em 2010, Santos tinha 91.228 apartamentos e, em 2022, a quantidade subiu para 112.401. Isto significa que a cidade ganhou mais de 21 mil apartamentos, representando um crescimento de 23,2% deste tipo de imóvel.
Ainda segundo os dados, o município conta com 167.478 domicílios. Deste total, 50.731 são casas; 2.635 correspondem à casa de vila ou em condomínio; 1.506 são habitação em cortiço ou casa de cômodos e 205 são estruturas residenciais permanentes degradadas ou inacabadas.
O g1 considerou somente os imóveis particulares e permanentes ocupados. Casas desocupadas, improvisadas ou de moradia coletiva, como presídios, hotéis, pensões, asilos ou orfanatos, não entram na conta.
Vídeo mostra situações enfrentadas por quem mora em prédios tortos em Santos, SP
Top 3 cidades onde os apartamentos predominam
As outras duas cidades brasileiras que têm apartamentos como moradia predominante em relação a qualquer outro tipo de domicílio são: Balneário Camboriú (SC), com 36.655; e São Caetano do Sul (SP), com 32.578. A quantidade de apartamentos em Santos (112.401) ainda é maior do que a soma deste tipo de imóvel nos outros dois municípios em destaque nesta categoria.
Santos (SP), com 67,1% de apartamentos em relação a qualquer outro tipo de domicílio;
Balneário Camboriú (SC), com 63,3% de apartamentos em relação a qualquer outro tipo de domicílio;
São Caetano do Sul (SP), com 52,5% de apartamentos em relação a qualquer outro tipo de domicílio.
Vista panorâmica de Praia Grande
Divulgação
Leia também
MAPA: Veja quantas pessoas têm água, esgoto, banheiro e coleta de lixo na sua cidade
FOTOS: Levantamento aponta que Santos tem 319 prédios tortos
CONHEÇA: Moradoras de prédios tortos abrem as portas de casa e contam curiosidades
Baixada Santista
Com exceção de Santos, as casas predominam entre os tipos de domicílios na Baixada Santista. No ranking, após Santos, Praia Grande aparece com a maior quantidade apartamentos, são 41.232.
Na região, o único município com habitação indígena sem parede, também chamado de maloca, é Mongaguá, com apenas uma. Enquanto isso, o maior número de domicílios com estrutura degradada ou inacabada na Baixada Santista é de São Vicente, com 532.
Veja os dados por cidade abaixo:
Censo Demográfico 2022 – Domicílios na Baixada Santista
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »