Brasil

Secretário de Estado dos EUA critica construção de novos assentamentos de Israel na Cisjordânia

O Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, expressou sua decepção com o anúncio de Israel de construir mais de 3.300 novas casas em assentamentos na Cisjordânia. Durante sua visita à Argentina, Blinken comentou sobre o plano do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, para o pós-guerra na Faixa de Gaza, afirmando que aguarda mais detalhes antes de fazer qualquer julgamento. Segundo Blinken, a expansão dos assentamentos enfraquece a segurança de Israel e vai contra os princípios estabelecidos pelos Estados Unidos, tanto por administrações republicanas quanto democratas. Ele ressaltou que a construção de novos assentamentos é considerada contraproducente para alcançar uma paz duradoura e é inconsistente com o direito internacional. O Secretário de Estado revogou a política adotada pela administração anterior, liderada por Donald Trump, que não considerava os assentamentos como contrários ao direito internacional.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Essa medida, implementada em 2019 por Mike Pompeo, foi uma mudança em relação ao memorando de 1978 que caracterizava os assentamentos como ilegais. A administração de Joe Biden, até então, evitava contradizer essa posição. O anúncio de Israel de construir novos assentamentos foi feito em resposta a um ataque a tiros na Cisjordânia. O Ministro das Finanças do país, Bezalel Smotrich, defendeu a decisão como uma resposta apropriada, porém os assentamentos são considerados ilegais pela maioria da comunidade internacional e representam um obstáculo para a solução de dois Estados, que prevê a existência de um Estado palestino na região.

*Reportagem produzida com auxílio de IA

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »