Tecnologia

Túmulos antigos são descobertos em abadia destruída na Revolução Francesa

Arqueólogos fizeram descobertas impressionantes durante escavações em uma abadia medieval destruída durante a Revolução Francesa. No local foram encontrados mais de mil túmulos, incluindo de vítimas da peste bubônica, além de uma vila de quase 1.200 anos.

Leia mais

A Abadia de Beaumont é a primeira construção do tipo a ser totalmente escavada na Europa. As descobertas ali feitas revelaram quase oito séculos de história.

Localizada fora de Tours, no Vale do Loire, na França, a cerca de 178 quilômetros a sudoeste de Paris, o edifício católico foi construído no ano de 1.002 em um local que já era ocupado pela vila de Belmons desde pelo menos 845.

Registros históricos apontam que a abadia cresceu rapidamente, tornando-se a maior comunidade de freiras da província. Mas em 1789, em plena Revolução Francesa, as terras foram tomadas pelo Estado e as 46 freiras que restavam em Beaumont foram destruídas. A igreja e os edifícios associados acabaram sendo derrubados no início do século XIX.

As escavações arqueológicas na Abadia de Beaumont começaram em setembro de 2022 e foram concluídas em dezembro de 2023.

Como é um conjunto único, escavamos o maior número possível de elementos desta abadia: toda a igreja, todo o claustro, todos os edifícios periféricos, todas as instalações, as habitações da abadia, o refeitório, a cozinha, as pias, o salão, a adega, o pombal, os fornos, cisternas, canos, lavatórios, latrinas, caixas de gelo, lixões.

Philippe Blanchard, do Instituto Nacional de Pesquisa Arqueológica Preventiva (Inrap)

As análises dos arqueólogos mostraram que a abadia sofreu pelo menos duas grandes mudanças estruturais antes de ser demolida. A construção original era pequena e tinha uma estrutura semicircular com um telhado semicúpula, que dobrou de tamanho por volta do século XI ou XII.

Dois séculos depois, a igreja cresceu com a adição de um ambulatório, ou seja, corredores ao longo da parte central da estrutura. Mas reformas em menor escala também aconteceram ao longo dos oito séculos em que a abadia esteve em uso.

Mais de mil túmulos foram encontrados no local (Imagem: A. Raymond, Sadil)

Túmulos podem guardar segredo do período

  • O cemitério de Beaumont também foi crescendo com o passar do tempo e foi usado por vários grupos, incluindo as próprias freiras e os servos que trabalhavam na abadia.
  • A análise dos esqueletos espera determinar de onde as pessoas vieram, o que comiam e qual era o estado de saúde delas.
  • Os pesquisadores sabem que uma epidemia de peste ocorreu em 1563 e que, na mesma semana, nove freiras – duas delas no mesmo dia – morreram e foram enterradas na mesma sepultura.
  • Também pode haver membros de alto escalão da igreja entre os túmulos, já que os textos mencionam o túmulo de uma abadessa enterrado com uma dúzia de panelas.
  • Ela pode ser Madame de Bourbon-Condé, neta de Luís XIV.
  • No entanto, os arqueólogos acreditam que qualquer riqueza que tenha sido enterrada com a abadessa tenha sido roubada ao longo do tempo.
  • As informações são da Live Science.

O post Túmulos antigos são descobertos em abadia destruída na Revolução Francesa apareceu primeiro em Olhar Digital.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »