Economia

Clima atrapalha produção de maracujá no Centro-Oeste de SP


Período é de colheita no interior de São Paulo, mas, em muitos lugares, o clima atrapalhou a produção, e muitas frutas não conseguiram se desenvolver. Clima atrapalha produção de maracujá no Centro-Oeste de SP
Reprodução/TV TEM
O maracujá é uma fruta que tem tudo a ver com o clima tropical. E o Brasil não só colhe bastante, como também é o maior produtor do mundo. Em São Paulo, o cultivo está espalhado por várias regiões, como no centro-oeste, e este período é de colheita.
A fruta garante uma renda muito importante para um agricultor de Alvinlândia (SP). O maracujá não dá muito trabalho para cultivar e também conta com boa aceitação no mercado, o que facilita as coisas para quem atua na produção familiar.
Veja a reportagem exibida no programa em 03/03/2024:
Clima atrapalha produção de maracujá no Centro-Oeste de SP
A plantação possui 830 pés, e a safra está sendo boa em comparação a do ano passado. No entanto, assim como em outros lugares, o clima atrapalhou um pouco, e muitas frutas não se desenvolveram.
O maracujá gosta do clima do interior de São Paulo, mas o calor não pode ser demais. Outro ponto importante para o sucesso do pomar é a polinização, e o ideal é que as abelhas façam esse trabalho, mas nem sempre dá certo.
Em uma outra propriedade, no município de Piratininga (SP), a área de cultivo também é pequena. O produtor rural possui 600 plantas, e sua maior parte é destinada à produção de suco.
No sítio é cultivado o maracujá azedo. Do plantio à colheita, são levados de cinco a seis meses. Os maracujás ficam suspensos, mas conforme a fruta vai amadurecendo, ela vai caindo, oferecendo duas formas de colher: ainda no pé, quando chega no tamanho e cor certa, ou quando cai no chão.
Uma planta de maracujá mede, em média, cinco metros, e uma boa safra pode chegar a 10 quilos. A colheita começou em janeiro e deve ir até o mês de junho, mas a produtividade não está agradando muito o produtor.
Embora o clima não tenha ajudado, os maracujás que conseguiram se desenvolver estão em qualidade satisfatória. Atualmente, o proprietário está conseguindo vender a caixa de 10 quilos por R$ 70.
VÍDEOS: veja as reportagens do Nosso Campo
Acesse + TV TEM | Programação | Vídeos | Redes sociais
Confira as últimas notícias do Nosso Campo

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »