Guarujá

Consultora apaixonada por mecânica atua com gestão para ‘consertar’ erros em oficinas e romper preconceitos


Amanda Medeiros, de 40 anos, é filha de mecânico e resolveu se especializar em gestão financeira para oficinas. No Dia Internacional da Mulher, ela conta a própria história que desafia estereótipos e faz a diferença em uma área tradicionalmente dominada por homens. Amanda Medeiros se tornou especialista na gestão financeira para oficinas mecânicas.
Estúdio Morpheu Lyma
O dia 8 de março foi oficializado como Dia Internacional da Mulher em 1975 pela Organização das Nações Unidas (ONU) para representar a luta por direitos iguais entre os sexos feminino e masculino. Quase 50 anos depois, o g1 celebra o data contando a trajetória de uma moradora de Praia Grande, no litoral de São Paulo, que foi além. Ela resolveu trabalhar em uma área ocupada majoritariamente por homens: a mecânica. A mulher se especializou e, hoje em dia, ensina profissionais do setor de todo o país.
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp.
Amanda Medeiros, de 40 anos, é filha de mecânico e cresceu vendo a família trabalhar na área. Desta forma, também se interessou pelo setor e, em 2009, abriu a própria oficina. Apesar de ter conhecimento para atuar consertando automóveis, o que fazia eventualmente, ela sempre focou na parte administrativa e, por isso, largou a oficina em 2014.
Hoje em dia, ela se tornou especialista na gestão financeira para oficinas mecânicas, tem um livro lançado, ministra palestras e presta consultoria para profissionais homens e mulheres de todo o Brasil. Ao g1, Amanda explicou que começou trabalhando a gestão para diversos segmentos, mas decidiu focar em oficinas há pouco mais de três anos.
“Onde eu me encontrei mesmo foi nesse ramo. Sou apaixonada pelo meu trabalho, amo o que eu faço, amo ajudar os donos de oficinas mecânicas a terem mais tranquilidade financeira, tempo para a família e lucro no negócio, porque oficina mecânica realmente é uma área muito lucrativa. O que falta mesmo é esse olhar para a gestão”, ressaltou.
No entanto, para chegar lá, precisou enfrentar o preconceito contra a mulher. “Quando alguém me ouve falando sobre esse tema, acha que isso não é coisa de mulher. Só que eu consigo combater porque eu tenho não só a minha parte técnica de gestão, eu entendo sobre o conserto do carro”, disse.
Um dos episódios mais marcantes na carreira de Amanda foi quando ela ainda tinha a oficina e viu uma fornecedora querer tratar da venda de um equipamento com o irmão dela. “Achava que o meu irmão iria entender mais sobre aquele equipamento, sendo que, na verdade, quem estava resolvendo tudo era eu”.
Leia também
CONHEÇA HISTÓRIAS: Mulheres ‘dominam’ postos de trabalho na cidade mais feminina do Brasil
CENSO 2022: Santos é a cidade mais feminina do Brasil
DADOS: Mulheres representam 52,5% da população da Baixada Santista, aponta IBGE
Motivação
Apesar dos desafios, Amanda mantém a motivação focada em ajudar as pessoas, inclusive mulheres, a investirem na área. “A gente vê que é um setor muito lucrativo, porque é carro rodando 24 horas”.
Segundo ela, não falta serviço na oficina, o que falta é gestão. “Uma mulher, quando assume esse papel de gestão, até pela característica da mulher, a gente consegue ter muito resultado. Quando ela começa a entender toda a dinâmica, todo o processo, consegue alavancar muito os resultados da oficina”.
O maior sonho de Amanda é levar mais jovens, de ambos sexos, para o setor de mecânica. “É uma área muito lucrativa, porém está escassa de mão de obra. […] Agora é muita tecnologia e essa geração gosta disso. Por ser uma área muito mal falada, porque trabalhavam de uma maneira errada e tudo mais, tem muita gente que ainda tem preconceito. O meu trabalho é realmente trazer esses jovens e eles se capacitarem. Essa é a profissão do futuro”, enfatizou.
Ela também pretende atuar na geração de emprego para que proprietários de oficinas possam ter tempo com a família. “Por trabalhar sozinho, o mecânico corre o risco de ficar doente e ter que fechar as portas”, exemplificou.
Amanda Medeiros se tornou especialista na gestão financeira para oficinas mecânicas.
Estúdio Morpheu Lyma
Consultoria
O processo de consultoria que Amanda trabalha é personalizado com acompanhamento e certificado do Ministério da Educação (MEC). “O nosso objetivo é realmente que o dono da oficina tenha resultado, porque o resultado dele é o nosso”, explicou, dizendo que atua com um método próprio e on-line baseado em três pilares: gestão financeira, de pátio e de pessoas.
O trabalho focado em mecânica surgiu quando ela fazia consultoria de todos os setores e foi contratada por uma oficina com um caso difícil.
“Essa empresa veio praticamente falida, tinha R$ 50 no caixa, estava devendo e toda desorganizada. Comecei um processo de consultoria, de organização, e comecei a me envolver muito porque fui lembrando dos desafios quando eu tinha oficina. O fato é que a gente conseguiu reverter a situação […]. Foi onde tomei a decisão que iria ficar somente em mecânica”.
De acordo com ela, o segredo para o sucesso de mulheres na área é buscar conhecimento. “Infelizmente, a gente ainda tem muito preconceito, tem a história do machismo e tudo mais. Então, a gente consegue acabar com isso a partir do momento que a gente se posiciona. Quando o homem vê que a gente entende do assunto, ele vai até admirar o nosso trabalho”, finalizou a profissional que acumula mais de 50 mil seguidores nas redes sociais.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »