Tecnologia

Essa é o piercing mais antigo do mundo e tem mais de 11 mil anos

Apesar de ter saído de moda há alguns séculos antes de retornar com tudo nas últimas décadas, o piercing está longe de ser um acessório novo. Ligado a rituais religiosos e até mesmo como forma de “guardar ouro”, esse ornamento tem uma história antiga. Mas qual será o piercing mais antigo do mundo? Uma nova descoberta pode ter respondido essa pergunta.

Sepulturas em um assentamento do período neolítico na Turquia revelaram a existência de ornamentos de pedra vulcânica, com cerca de 11 mil anos de existência. A pesquisa publicada na revista Antiquity indica que o acessório era usado em adolescentes como forma de simbolizar o amadurecimento e a entrada na vida adulta.

O que você precisa saber?

  • Uma nova pesquisa pode ter encontrado o piercing mais antigo do mundo;
  • Feito de pedra, com mais de 11 mil anos;
  • Revelando como a prática é antiga, com uma importância cultural.
Objetos encontrados Imagem: Boncuklu Tarla Excavation Archive/Baysal et al, Antiquity 2024 (CC BY 4.0)

Os objetos são do período Neolítico Pré-Cerâmica. Piercings e brincos do mesmo período já haviam sido encontrados anteriormente, mas esses foram registrados ao redor das orelhas e bocas dos esqueletos, o que confirma sua funcionalidade. 

“Sabíamos que havia artefatos semelhantes a brincos no Neolítico, eles foram encontrados em muitos locais”, disse a autora da pesquisa Dra. Emma Baysal, em entrevista ao IFL Science. “Mas faltavam descobertas in situ que confirmassem seu uso no corpo humano antes do final do Neolítico”, completa ainda a especialista.

Leia mais:

Piercing pré-histórico é o mais antigo já visto

Foram encontrados cerca de 106 itens do tipo, sendo que 85 estavam completos. Os materiais principais deles eram obsidiana e calcário, a maioria tinha cerca de 7 milímetros de diâmetro, uma perfuração considerável, principalmente levando em conta o padrão rudimentar das técnicas da época.

Tinham ainda objetos atravessados no septo de alguns esqueletos, mostrando que a prática já é bem antiga. Além disso, eles foram achados apenas em adultos, o que indica que pode se tratar de parte de um ritual de passagem para a vida adulta.

Piercings pré-históricos
Imagem: Baysal et al, Antiquity 2024 (CC BY 4.0)

Além do visual, esses objetos também podiam alterar a fala do usuário dependendo da forma como estavam. “Os labrets (piercing que atravessa o septo) também causam mudanças significativas na maneira como o usuário fala, come e respira, de modo que esse aumento físico produz uma mudança multissensorial percebida tanto pelo usuário quanto pelo observador”.

A descoberta revela como a prática de perfuração corporal e uso de piercing é antiga e tinha uma importância cultural muito importante para esses povos. Ideias que permanecem até os dias de hoje. 

O post Essa é o piercing mais antigo do mundo e tem mais de 11 mil anos apareceu primeiro em Olhar Digital.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »