Brasil

Prefeitura de São Paulo anuncia medidas para reforçar o combate à dengue; veja o que muda

Diante do aumento no número de casos de dengue e das mortes pela doença, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, anunciou, nesta quarta-feira, 13, ações de reforço no combate à dengue e reforço a necessidade de conscientização, apontando que 80% dos casos de dengue estão dentro das residências. A partir se segunda-feira, 18, os horários de funcionamento das unidades de atendimento médico ambulatorial (AMA) serão ampliados, passam a funcionar até as 22h, haverá contratação de mais de 500 médicos, 30 caminhonetes para nebulização, e a inclusão de 3,2 mil agentes do programa operação trabalho (POT) – 100 em cada uma das 32 subprefeituras. Para cobrir esses custos, a capital paulista terá o incremento de R$ 240 milhões para essas ações de reforço.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan Esportes e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Faixas de conscientização também serão colocadas em cruzamentos de vias, terminais de ônibus e dentro dos coletivos. Em 2024, o Estado de São Paulo já registrou 60 mortos por dengue, e 154 estão em investigação. O número de casos confirmados chegou a 195.817. Na cidade de São Paulo, são oito mortos. No Distrito Federal, os militares da marinha se juntaram ao Exército e começaram, nesta quarta, a ajudar no combate à dengue. De acordo com a Secretaria de Saúde, os homens passaram por treinamento e, neste primeiro momento, atuam em Arniqueiras, bairro de Brasília com alta incidência de casos da doença. O DF contabiliza 138.543 casos prováveis de dengue, além de 109 mortes confirmadas pela doença e 52 em investigação.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »