Guarujá

Padrasto é preso por estupro após ser filmado mexendo no órgão genital do enteado


Caso ocorreu no Parque Continental, em São Vicente (SP). À polícia, ele disse que foi uma brincadeira, pois o menino não tinha tomado banho. Imagens mostram o padrasto cometendo o estupro de vulnerável em São Vicente (SP).
Reprodução
Um homem, de 54 anos, foi preso por estupro de vulnerável após ter sido filmado colocando mexendo e passando o rosto no órgão genital do enteado, de 10, em São Vicente, no litoral de São Paulo. Imagens obtidas pelo g1, neste sábado (16), mostram o padrasto abaixando a roupa da vítima e cometendo o crime.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
Nas imagens, o homem é filmado dizendo: “Atenção, [vou] fazer um carinho no meu filhote. Três dias sem dar um carinho. Hoje, a mãe dele não está aqui; ele é meu”. Em seguida, a criança repete ‘não’ enquanto ele tocava e passava o rosto no pênis da vítima. As imagens foram feitas por um irmão da vítima.
Em depoimento à polícia, a mãe da criança disse que o companheiro enviou um vídeo para ela, mas não conseguiu assisti-lo, pois estava no trabalho. Em seguida, familiares enviaram mensagem para ela questionando sobre a gravação.
Ao saber do conteúdo do vídeo, a mulher optou por não assistir, mas voltou para casa, retirou os dois filhos do local e os deixou na casa da irmã dela – que procurou a polícia para registrar o caso como estupro de vulnerável.
Ainda de acordo com a mulher, as crianças não haviam contado sobre a situação e ela não percebeu comportamento estranho do companheiro, com quem rompeu o relacionamento após o caso.
A tia da vítima, de 45 anos, foi até a delegacia comunicar que recebeu o vídeo da sobrinha, que é irmã do menino que aparece no vídeo.
Segundo ela, a sobrinha mora em outra cidade e recebeu o vídeo do padrasto no dia 8 de março, mas pausou assim que viu o autor tirando a bermuda do irmão. Ela então compartilhou com a tia, que denunciou o caso na delegacia.
Prisão e depoimento
Policiais civis da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) do município foram até o endereço do homem, no Centro, com o mandado de prisão preventiva e o detiveram na manhã da última sexta-feira (15). Ele foi levado à cadeia anexa ao 5º DP de Santos, onde permaneceu.
Acompanhado da advogada, o homem contou à polícia que trabalha como caminhoneiro e estava com a mãe da vítima há 1 ano e três meses. O casal e as crianças moravam no mesmo imóvel.
Conforme apurado pelo g1, o homem confirmou ter conhecimento do vídeo, mas alegou ter sido uma brincadeira, pois o menino ainda não tinha tomado banho. Ele disse que, se fosse maldade, não teria enviado as imagens para ninguém.
Segundo o homem, foi a primeira vez que cheirou e colocou as mãos no órgão genital do menino. O caminhoneiro disse, ainda, que convive bem com as crianças e que estava arrependido pela situação, pois ama os enteados e a mulher.
O g1 tentou, mas não conseguiu contato com a advogada do homem até a última atualização desta reportagem.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »