Brasil

Protesto contra Putin durante as eleições na Rússia resulta em 65 pessoas presas

Pelo menos 65 pessoas foram detidas em 16 cidades russas durante o protesto “Meio-dia contra Putin”, de acordo com informações do grupo de direitos humanos OVD-Info. O protesto ocorreu horas antes do encerramento das eleições no país. Enquanto isso, a agência estatal de notícias da Rússia, Tass, relatou que a participação eleitoral total ultrapassou o recorde de 2018, atingindo 67,54%. Por volta das 8h (horário de Brasília), a participação nas seções eleitorais era de 66,07%, com 6,89% dos votos sendo realizados de forma online.

A Rússia conclui neste domingo suas eleições presidenciais, com previsões apontando para a reeleição de Vladimir Putin. O contexto eleitoral foi marcado por tensões, incluindo a repressão, a morte do opositor Alexei Navalny e o conflito com a Ucrânia. Durante os três dias de votação, houve um aumento nos bombardeios mortais no país vizinho, incursões de milícias pró-Ucrânia em território russo e atos de vandalismo em locais de votação. O Kremlin destacou as eleições como uma oportunidade para os russos demonstrarem apoio à ofensiva militar, enquanto Kiev as considera ilegítimas, instando os aliados ocidentais a não reconhecerem o resultado.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Os apoiadores de Navalny convocaram os eleitores a votar como forma de honrar sua memória e expressar oposição de maneira legal. Em outras partes do mundo, houve filas nas embaixadas russas, especialmente em Paris e Berlim, onde muitos russos vivem no exílio. Enquanto alguns demonstraram apoio a Putin, outros expressaram críticas e protestos pacíficos. A dissidência pública na Rússia tem sido reprimida, com relatos de detenções por protestos eleitorais.

*Com informações da AFP

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »