Guarujá

Carioca desaparece durante camping em praia do litoral de SP


Bruno Rodrigues Magalhães, de 34 anos, está acostumado a realizar trilhas e a ter contato com a natureza, mas foi a primeira vez que realizava camping na Praia do Góes, em Guarujá (SP). Bruno Rodrigues Magalhães, de 34 anos, desapareceu durante camping na Praia do Góes, em Guarujá (SP)
Arquivo Pessoal
O carioca Bruno Rodrigues Magalhães, de 34 anos, desapareceu há 9 dias enquanto acampava na Praia do Góes, em Guarujá, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo g1, neste sábado (23), ele está acostumado a realizar trilhas e a ter contato com a natureza, mas foi a primeira vez que visitou o local.
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp.
O autônomo Marcelo Rodrigues Magalhães contou que o irmão pegou um voo do Rio de Janeiro para São Paulo em 5 de março e seguiu à Baixada Santista, onde permaneceu em um quarto. No dia 13, ele contou para a mãe que faria um camping selvagem na Praia do Góes, em Guarujá, e que ficaria um dia sem telefone porque não teria onde carregá-lo nesse período.
O último contato feito por ele foi por volta das 16h37 no dia 14 de março. Segundo Marcelo, a barraca do irmão junto com todos os pertences dele, como carteira, dinheiro, cartões e documentos pessoais foi encontrada por um barqueiro próximo à praia do Sangava. Apenas o celular e Bruno não foram achados.
“A gente tem várias hipóteses. Os bombeiros chegaram a cogitar que ele estaria na água, mas é um local de muito movimento, acredito que alguém já teria visto”, disse.
O irmão afirmou que a família pensa em todas as possibilidades do que pode ter acontecido com Bruno. “Ele é uma pessoa que sempre faz trilha. Muito estranho uma pessoa que tem costume de fazer isso, largar a barraca e se distanciar muito só com o celular”.
Carioca desaparece durante camping na Praia do Góes, em Guarujá (SP)
Arquivo Pessoal
Para Marcelo, a Polícia Militar precisa dar suporte aos bombeiros na realização de buscas pelo irmão, já que a área é considerada perigosa por conta do tráfico de drogas e criminalidade. “O ideal, que a gente entende, é que teria que ser uma operação em conjunto. Entrar com cães, demarcar a área”.
Marcelo acredita que o irmão possa estar perdido na área de mata, que tenha sofrido algum acidente ou que seja vítima de algum crime. Segundo o irmão, Bruno nunca ficou sem enviar mensagens para a mãe.
“Ele costuma fazer esse tipo de trilha, ter contato com a natureza, mas nunca deixou de dar satisfação para minha mãe, que fica em contato com ele porque se preocupa e, geralmente, ele faz essas atividades sozinho”.
O caso foi registrado como desaparecimento de pessoa e foi encaminhado ao 1° Distrito Policial (DP) de Guarujá, onde é investigado.
O g1 entrou em contato com as polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros sobre o andamento das investigações e buscas, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.
Carioca Bruno Rodrigues Magalhães, de 34 anos, desapareceu durante camping na Praia do Góes, em Guarujá (SP)
Arquivo Pessoal
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »