Brasil

‘A ação de um não pode macular uma história de 200 anos’, diz secretário de Segurança do RJ sobre caso Marielle

Em entrevista exclusiva ao repórter Rodrigo Viga que foi ao ar no Jornal da Manhã, da Jovem Pan News, o secretário de Segurança do Rio de Janeiro, Victor Santos, que assumiu o cargo no final de 2023, falou sobre o envolvimento de policiais nos assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes. Um dia após uma operação contra agentes de segurança do Estado do Rio de Janeiro suspeitos de envolvimento na morte da vereadora, o secretário avaliou que a presença do crime nos poderes e nas instituições públicas nacionais é uma “realidade”.  Segundo Santos, as investigações e relatórios da Polícia Federal foram bem fundamentados e embasados, o que resultou na prisão do delegado Rivaldo Barbosa, além do cumprimento de mandado de busca e apreensão de outros dois policiais. Apesar disso, ele acredita que a sociedade fluminense ainda confia na polícia do Rio de Janeiro.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

“Institucionalmente, as polícias têm legitimidade para gozar da boa imagem, a grande maioria é de bons policiais, isso não pode deixar que, eventualmente, a posição de um ou ação de um venha macular uma história de 200 anos”, o secretário alega. “Tem que confiar e esse é o nosso trabalho, nosso desafio, preservar e valorizar o bom policial para que o mau policial não tenha espaço para praticar esse tipo de coisa”, finalizou. A Corregedoria da Polícia do Estado do Rio de Janeiro está investigando a conduta dos agentes de segurança envolvidos direta ou indiretamente da morte da vereadora Marielle Franco. Todos podem ser expulsos da corporação.

Veja a entrevista com Victor Santos na íntegra

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »