Tecnologia

Discos de vinil vendem mais que CDs pelo segundo ano

É a segunda vez desde 1987 que os discos de vinil superam CDs nas vendas. Em 2023, foram vendidas 43 milhões de unidades do antigo “bolachão” nos EUA, segundo os números da Recording Industry Association of America (RIAA).

Para ter uma ideia, foram 6 milhões a mais que os CDs, reforçando os últimos 17 anos de crescimento nas vendas de vinil no varejo. Tendência que também foi vista no Brasil.

Leia mais:

Vinil vendendo mais que CDs

  • Como é normalmente mais caro, o vinil também superou o CD em receita, arrecadando US$ 1,4 bilhão contra US$ 537 milhões.
  • Ainda assim, o resultado não chega perto dos números do streaming.
  • Serviços com assinaturas pagas responderam por uma fatia de 84% da receita musical do ano, com cerca de US$ 14,4 bilhões, um novo recorde, segundo a RIAA.
  • No Brasil, as receitas de vendas de discos de vinil também crescem desde 2018 e saltaram 136% em 2023, repetindo o feito visto no varejo americano pela primeira vez, segundo relatório da Pró-Música (Via: Nexo).
  • O faturamento bruto com vendas de discos de vinil no Brasil foi de R$ 11 milhões no ano passado contra R$ 5 milhões dos CDs.
Caixas com encartes de discos de vinil
(Imagem: Martin Bergsma/Shutterstock)

No fim, não é tão difícil perceber por que as vendas de discos estão em alta. Os tocadores de CD players não são tão populares como antes. Os carros novos e computadores, por exemplo, já dispensaram a mídia física. Em contrapartida, a nostalgia do vinil ainda atrai muitos adeptos.

A região que mais compra mídia física (CDs, DVDs e vinil) é a Ásia, que responde sozinha por 49% das receitas do nicho, segundo a Billboard.

O post Discos de vinil vendem mais que CDs pelo segundo ano apareceu primeiro em Olhar Digital.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »