Geral

10 temas de redação para treinar para o Enem

Preparar-se para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é uma tarefa que exige disciplina, conhecimento teórico e, sobretudo, o desenvolvimento de habilidades. Na redação, por exemplo, é exigido do estudante conhecimento sobre os temas, mas também aptidão para a construção de um texto argumentativo utilizando os repertórios adequados.

Acontece que trabalhar essa capacidade nem sempre é fácil, especialmente sem conhecer o que deve ser abordado no conteúdo. Por isso, Caroline Coltrin, analista pedagógica de redação do Aprova Total (plataforma de estudos para o vestibular), lista 10 possíveis temas de redação para você iniciar os estudos para a prova e explica como enriquecer o seu texto. Confira!

1. Inteligência artificial e desvalorização das produções artísticas no Brasil 

Este tema aborda o embate entre a tecnologia e a arte, refletindo sobre como a inteligência artificial pode impactar a criatividade e a valorização das obras artísticas. Sugere-se explorar obras culturais que tratam do assunto, como a série “Black Mirror”, e notícias sobre avanços tecnológicos na produção de arte. 

2. Invisibilidade das crianças nascidas em presídios femininos brasileiros 

A invisibilidade dessas crianças é um problema social grave que merece destaque. Abordar a falta de políticas públicas voltadas para essa parcela da população e o contexto de desigualdade social pode enriquecer a argumentação. O Estatuto da Criança e do Adolescente, e obras como “Prisioneiras”, de Drauzio Varella, podem ser utilizados como repertório. 

3. Caminhos para garantir a segurança alimentar no Brasil

A questão da segurança alimentar está intrinsecamente ligada à desigualdade social e ao acesso à comida de qualidade. Argumentos embasados em documentos oficiais, como a Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional, e obras como “Quarto de Despejo”, de Carolina Maria de Jesus, podem enriquecer a redação. 

4. Ensino religioso nas escolas e valorização da diversidade de crenças 

A discussão sobre a laicidade do Estado e a importância da valorização da diversidade religiosa é fundamental. Utilizar conceitos como os presentes na obra “Pedagogia do Oprimido”, de Paulo Freire, e dados estatísticos sobre intolerância religiosa pode fortalecer os argumentos. 

5. Saúde da mulher em questão no Brasil 

A saúde da mulher abarca diversas questões, desde a saúde mental até a violência obstétrica. Documentos legais, como a Constituição, e obras como o documentário “O Renascimento do Parto” são exemplos de repertórios que podem embasar as reflexões sobre esse tema. 

6. Os impactos dos influenciadores digitais no comportamento dos jovens brasileiros 

A influência das redes sociais sobre os jovens é um tema contemporâneo que merece ser discutido. O documentário “O Dilema das Redes” e notícias sobre casos polêmicos envolvendo influenciadores são fontes valiosas de repertório para fundamentar os argumentos. 

Descarte de lixo eletrônico é uma questão ambiental urgente e pode ser abordada na redação do exame Imagem: LStockStudio | Shutterstock

7. Alternativas para o descarte de lixo eletrônico no Brasil 

O descarte inadequado de lixo eletrônico é uma questão ambiental urgente. O documentário “Lixo Extraordinário” e dados estatísticos sobre a produção de lixo eletrônico podem ser utilizados como repertório para propor soluções sustentáveis. 

8. Evasão escolar e negação do direito à educação 

A evasão escolar é um problema complexo que envolve questões sociais, econômicas e culturais. Frases de impacto, como as do filósofo Mario Sergio Cortella, e obras como “Escritores da Liberdade” podem enriquecer a argumentação sobre esse tema. 

9.  Desafios no combate aos distúrbios alimentares no Brasil

Os distúrbios alimentares são uma preocupação crescente na sociedade contemporânea. Utilizar letras de músicas, como “Pretty Hurts”, de Beyoncé, e relatos de casos reais pode agregar profundidade à reflexão sobre esse tema. 

10. A persistência do trabalho análogo à escravidão na atualidade 

Apesar dos avanços sociais, o trabalho escravo ainda persiste em diversos setores. O uso de documentos como a Declaração Universal dos Direitos Humanos e obras como a novela “Todas as Flores” pode enriquecer a análise sobre esse tema. 

Como estudar para a redação do Enem? 

À medida que o Enem se aproxima, tanto iniciantes quanto aqueles que já possuem uma boa base, buscam aperfeiçoar suas habilidades de escrita, visando notas altas. Por isso, Caroline Coltrin compartilha ideias para os alunos prestarem atenção no exame:

  1. Leitura atenta: comece lendo redações que receberam nota mil. Isso ajudará você a entender melhor o que os avaliadores esperam;
  2. Prática com simulados: faça simulados para melhorar o gerenciamento do tempo e a qualidade da escrita sob pressão. Uma dica é praticar, no mínimo, uma vez por semana;
  3. Aprofunde-se nos temas: amplie seu conhecimento geral para enriquecer seus argumentos. Estar bem informado sobre atualidades e ter um bom repertório cultural é crucial. Leia livros e acompanhe as notícias;
  4. Atenção à estrutura: uma redação bem estruturada faz a diferença. Pratique a escrita de forma que suas ideias sejam claramente expressas e fáceis de compreender;
  5. Propostas de intervenção: desenvolva soluções inovadoras e aplicáveis para os problemas propostos. Especifique e detalhe suas propostas de intervenção, respeitando os direitos humanos;
  6. Autoavaliação: mesmo com o feedback de professores e colegas, após cada redação faça uma autoavaliação crítica para identificar o que pode melhorar.

Por Juliana Souza

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »