Guarujá

Justiça nega novo teste de DNA a mulher que alegava ser filha de Pelé e arquiva processo


Juíza considerou que os dois exames realizados por Maria do Socorro Azevedo com dois filhos de Pelé excluem a possibilidade de paternidade. A decisão foi tomada em 1ª instância e, portanto, cabe recurso. Pelé morreu em dezembro de 2022, em São Paulo
Reprodução
A Justiça de São Paulo julgou improcedente a ação de investigação de paternidade movida por Maria do Socorro Azevedo contra Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. A mulher alega ser filha do Rei do Futebol, mas, após exames de DNA realizados em dois laboratórios concluírem a exclusão do vínculo familiar, a juíza Fernanda Regina Balbi Lombardi decidiu em 1ª instância pelo arquivamento do processo. Ainda cabe recurso.
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp
No documento obtido pelo g1, nesta quarta-feira (27), a juíza da 1ª Vara da Família e Sucessões ressaltou que o teste realizado com o material genético do filho Edson Cholbi Nascimento, o Edinho, deu negativo, enquanto o da irmã Flávia Kurtz Arantes do Nascimento foi parcialmente inconclusivo. Diante do cenário, a magistrada considerou desnecessária a realização de um novo exame de DNA.
“Uma vez que o conjunto probatório existente nos autos mostra-se suficientemente robusto para comprovar a inexistência do vínculo biológico”, disse a juíza.
Além disso, a juíza apontou na sentença, na última segunda (25), extinto o processo. Isso significa o arquivamento dele. Ela determinou, ainda, que Maria do Socorro pague as custas e despesas processuais, afora os honorários advocatícios.
O g1 entrou em contato com a defesa de Maria do Socorro Azevedo, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.
Leia também
HOMENAGEM: Biólogo tatua o Aedes aegypti na pele e diz que o mosquito é ‘parceiro’ de trabalho em quase 30 anos estudos
ENTENDA: Criança com doença rara tem remédio milionário garantido na Justiça, mas não poderá receber o tratamento
MISTÉRIO: Assalto em trilha de praia pode dar novo rumo à investigação de carioca desaparecido no litoral de SP; entenda
Teste já havia dado negativo
Em dezembro, o representante da viúva Márcia Aoki, o advogado Luiz Kignel, confirmou ao g1 que o resultado do teste, em laboratório contratado pela família do Rei, havia dado negativo e foi apresentado à Justiça.
Pelé morreu aos 82 anos, em São Paulo (SP)
Divulgação
“O exame foi feito em laboratório particular para justamente agilizar. Como o processo corre em justiça gratuita, a designação do laboratório para exame demoraria muito. Então, a própria família ofereceu pagar o exame, onde foi colhido o material, feita a prova e deu como negativa da paternidade”, disse o advogado à época.
Na ocasião, o advogado de defesa da Maria do Socorro, Marcos Fernando dos Santos Sousa, disse que faria um pedido à Justiça para que o corpo de Pelé fosse exumado [desenterrado] após o exame contratado ter dado inconclusivo, disse em relação ao teste com a amostra genética de Flávia.
Os exames foram realizados em setembro de 2023. Cada uma das partes escolheu o local para realização do procedimento.
Marcos Fernando disse que o teste no laboratório contratado pelos filhos de Pelé deu negativo tanto para o Edinho como para Flávia, mas que o exame realizado no local escolhido pela cliente dele foi inconclusivo. O exame apresentou resultado negativo entre Maria do Socorro e Edinho, mas apontou probabilidade dela ser irmã de Flávia.
“O nosso deu inconclusivo, inclusive com probabilidade de parentesco altíssima [com a Flávia]. Como é que se faz um exame de DNA, que é igual e diferença mínima por causa do equipamento, e dar essa diferença toda?”.
Filha socioafetiva
Gemima foi incluída entre as herdeiras de Pelé
Reprodução/Instagram
Em março do ano passado, de acordo com apuração do g1, Joshua e Celeste pediram que a irmã fosse reconhecida como filha socioafetiva do Rei do Futebol. Eles enviaram uma petição ao Juiz da 2ª Vara de Família e Sucessões do Foro de Santos.
A decisão dos herdeiros do ex-atleta – filhos, netos e viúva -, foi consensual após a petição de Gemima. A homologação já aconteceu e, sendo assim, ela passou a ter todos os direitos dos demais herdeiros.
Testamento de Pelé define 30% dos bens para viúva e cita suposta filha 
Herdeiros
Além da viúva Márcia, a herança deve ser dividida entre os filhos do Rei do Futebol:
Filhos de Pelé e a enteada dele, Gemima Macmahon – que entrou com pedido para ser reconhecida como filha socioafetiva do Rei do futebol
Reprodução/Instagram
Filhos de Pelé com Rosemeri dos Reis Cholbi (1º casamento):
Edson Cholbi Nascimento, o Edinho
Kely Cristina Cholbi Nascimento
Jeniffer Cholbi Nascimento
Filhas reconhecidas por Pelé:
Gemima Lemos MacMahon (filha socioafetiva)
Flávia Kurtz Arantes do Nascimento
Sandra Regina Arantes do Nascimento Felinto
Filhos de Pelé com Assíria Nascimento (2° casamento):
Joshua Seixas Arantes do Nascimento
Celeste Seixas Arantes do Nascimento
Como Sandra já é falecida, Octavio Felinto Neto e Gabriel Arantes do Nascimento Felinto, netos do Rei do Futebol, dividirão entre si a parte da herança dela.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »