Brasil

Colômbia expulsa diplomatas argentinos após Milei chamar Petro de ‘assassino e terrorista’

A Colômbia ordenou, nesta quarta-feira (27), a expulsão de diplomatas da embaixada da Argentina em Bogotá, após uma série de insultos do presidente argentino, Javier Milei, nos quais ele chamou seu contraparte colombiano, Gustavo Petro, de “assassino” e “terrorista”. “Neste contexto, o Governo da Colômbia ordena a expulsão de diplomatas da embaixada da Argentina na Colômbia”, indicou o Ministério das Relações Exteriores colombiano em comunicado, sem especificar quais serão os funcionários removidos. O ministério repudiou uma entrevista ao canal CNN na qual Milei se expressou de forma degradante contra o presidente dos colombianos.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Na entrevista, Milei disse que Petro era um ‘assassino terrorista”. Para o Ministério das Relações Exteriores da Colômbia, “as declarações do presidente argentino deterioraram a confiança de nossa nação, além de ofenderem a dignidade do presidente Petro, que foi eleito democraticamente”. “O alcance” da expulsão “será comunicado à Embaixada argentina pelos canais institucionais diplomáticos”, antecipou Bogotá.

O governo argentino ainda não se pronunciou sobre o assunto. Em 2023, a Colômbia foi o décimo nono maior parceiro comercial da Argentina, com um comércio total de US$ 1,682 bilhão, e um saldo favorável argentino de US$ 894 milhões por exportações minerais, energéticas, agroindustriais e agrícolas que no ano passado somaram US$ 1,283 bilhão, segundo o instituto de estatísticas Indec.

*Com informações da AFP

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »