Tecnologia

Fraudes em alta: IA e deepfakes são novas armas, diz relatório

Os índices de fraude aumentaram 20% em 2023, em comparação ao ano anterior, segundo o Relatório de Fraude de Identidade 2024, elaborado pela Veriff, empresa especializada neste setor. Ainda segundo o levantamento, o tipo mais comum de fraude foi falsificação de identidade (85% dos casos).

Para quem tem pressa:

  • O Relatório de Fraude de Identidade 2024 elaborado pela Veriff, empresa de verificação de identidade, revela um aumento de 20% nas fraudes em 2023, comparado a 2022. A falsificação de identidade representou 85% dos casos;
  • Uma nova tendência preocupante apontada pela empresa é a “fraude autorizada”, que cresceu 40% no último trimestre. Nela, fraudadores se passam por funcionários de instituições financeiras para obter dados pessoais e cometer roubos;
  • O aumento de fraudes foi notável em plataformas de pagamentos, videogames e e-commerce, enquanto fintechs e criptomoedas viram uma diminuição;
  • A Veriff enfatiza a necessidade de uma defesa multifacetada e dinâmica contra fraudes, usando IA para combater ameaças. A empresa vai expandir seus serviços na América Latina, com planos de lançamento oficial no Web Summit 2024 no Rio de Janeiro.

Além disso, a empresa aponta o surgimento de uma tendência que considera preocupante: a “fraude autorizada” (aumentou 40% no último trimestre). Nela, os fraudadores fingem ser funcionários de bancos, por exemplo, e induzem usuários a verificarem a própria identidade. Com isso, os criminosos obtêm informações financeiras das pessoas para roubá-las depois.

Leia mais:

Aumento de fraudes (e IA nisso tudo)

Ilustração de pessoa quase tocando escudo de cibersegurança
(Imagem: NicoElNino/Shutterstock)

Diversos setores enfrentaram aumento de fraudes, segundo a empresa. Os principais foram: plataformas de pagamentos (54%), videogames (47%) e e-commerce (40%). Por outro lado, fintechs, neobancos e plataformas de criptomoedas testemunharam diminuição de fraudes.

Ainda segundo o relatório, as ameaças não conhecem fronteiras, embora os tipos de fraude e os documentos utilizados em ataques sejam diferentes de região para região. Tentativas de fraude são mais comuns na América Latina e na América do Norte. 

Só na América Latina, 81% das fraudes de identidade são cometidas com documentos de identidade. Já na América do Norte, os fraudadores usam principalmente carteiras de motorista (67%), o documento mais usado por lá.

deepfake
(Imagem: Tero Vesalainen/Shutterstock)

Com o avanço da tecnologia, outros perigos têm surgido, alerta a empresa. Entre eles, estão: deepfakes e a combinação de IA generativa com dados disponíveis em massa. Só essa dupla já representa risco crescente de fraude para as empresas. 

Você precisa do poder da IA para combater a IA nesta corrida global à fraude. Estar um passo à frente dos fraudadores é uma tarefa sempre exigente, mas é importante lembrar que ficar para trás pode ser suficiente para colocar uma empresa inteira de joelhos. Uma defesa eficaz contra fraudes precisa ser multifacetada e dinâmica, combinando biometria, IDV [verificação de identidade], índices de dados e outras soluções para enfrentar esses riscos de fraude em evolução.

Kaarel Kotkas, fundador e CEO da Veriff

Expansão no Brasil

Notebook com código binário esverdeado na tela para ilustrar conceito de cibersegurança
(Imagem: Kacper Pempel)

A Veriff tem um forte nos EUA, em parceria com os principais gigantes da tecnologia do Vale do Silício, economia compartilhada e empresas de serviços financeiros. Além disso, tem trabalhado com grandes fintechs europeias como Wise e Monzo para fornecer serviços de conformidade e mitigação de fraudes para pagamentos e cartões, bem como com a Bolt para verificação de motoristas. 

Na América Latina, a empresa oferece suas soluções para Solventa (Brasil), Kueski (México) e Juancho te Presta (Colômbia) e busca expandir sua oferta de serviços na região. Por isso, Kotkas estará presente no Web Summit 2024, no Rio de Janeiro, para lançar oficialmente os serviços da empresa na região. O CEO também vai falar justamente sobre IA, segurança e verificação de identidade no evento.

O post Fraudes em alta: IA e deepfakes são novas armas, diz relatório apareceu primeiro em Olhar Digital.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »