Geral

Verstappen é prioridade de diretor da Mercedes para vaga de Hamilton

O piloto holândes Max Verstappen declarou todo seu amor à Red Bull como sendo sua segunda família e que sonha em se aposentar na escuderia. Entretanto, o relacionamento com seu pai, Jos, e o chefe Christian Horner pode fazê-lo mudar de opinião e colocá-lo na rival Mercedes. Quer dizer, esse é o sonho de Toto Wolff, diretor executivo da equipe Mercedes de Fórmula 1, que declarou a ambiciosa meta de contratar o holandês para a vaga de Lewis Hamilton, fechado com a Ferrari para 2025. De olho em Verstappen desde sua adolescência, Wolff sempre quis tê-lo no cockpit da Mercedes. Em entrevista à Fox Sports, Wolff admitiu que o holandês está no topo de prioridade para substituir o Hamilton. Por fora correm Carlos Sainz, da Ferrari, justamente quem vai perder a vaga para Hamilton, e o espanhol Fernando Alonso. Com contrato assinado com a Red Bul até o ano de 2028.

Mesmo que o tricampeão do mundo esteja com contrato assinado com a Red Bull até 2028, Wolff admite que vai tentar levá-lo à Mercedes. “Temos uma vaga livre, a única nas equipes principais. A menos que Max decida ir e então a vaga não estará mais livre conosco”, disse Wolff à Fox Sports em entrevista, que foi perguntado se Verstappen seria a escolha número 1 e não se esquivou. “Sim. Olha os níveis de desempenho dele. Mas não gostaria de desconsiderar os outros também”.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan Esportes e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Tendo um bom relacionamento com Jos Verstappen, o diretor austríaco contou sobre um encontro que teve em Viena quando o holandês começava sua trajetória na Fórmula 1 e que, na ocasião, discutiram “possibilidades futuras”. A oferta da Red Bull na época prevaleceu e novos encontros agora ainda não ocorreram. “É um tipo de relacionamento que precisa acontecer em um determinado estágio, mas não sabemos quando”, continuou Wolff.

Ainda falando sobre outras possibilidades e nomes para a vaga de piloto principal, Wolff citou Sainz e Alonso. “Obviamente há o Fernando, que é muito emocionante, e o Carlos, muito bom. Então, há algumas (possibilidades)”, ressaltou, também de olho no estreante na Fórmula 2 apoiado pela Mercedes, Kimi Antonelli. Desta maneira, George Russell se tornaria o piloto principal.

*Com informações do Estadão Conteúdo
Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »