Brasil

Eletrobras, Energisa e EDP arrematam lotes de leilão de transmissão de energia

Em leilão realizado nesta quinta-feira (28) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o governo federal garantiu R$ 18,2 bilhões em investimentos na construção de linhas de transmissão de energia. Todos os lotes foram arrematados, em um certame disputado por mais de 20 empresas e consórcios. A Eletrobras saiu como a principal vencedora do leilão, e garantiu quatro dos 15 lotes. Os ativos adquiridos pela empresa de energia elétrica marcam um importante movimento de expansão dos negócios na transmissão de energia, com a Eletrobras voltando ao segmento após sua privatização em 2022. Esse foi o primeiro leilão, desde o ocorrido, que a empresa ofereceu lances competitivos, suficientes para vencer grande parte das disputas.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Está prevista a construção de 6.464 quilômetros de novas linhas, com a estimativa de criação de 34,9 mil empregos, segundo a Aneel. O leilão é feito por deságio. Ou seja, arremata o lote a empresa que oferecer a menor Receita Anual Permitida (RAP) — valor fixado para remunerar os investimentos feitos. Por meio desses eventos, o governo contrata a construção e manutenção das linhas de transmissão. Com isso, as usinas conectadas ao sistema usam esse meio para fornecer energia. Este foi o segundo maior leilão de transmissão em volume de investimentos já realizado pelo Brasil, atrás apenas do de dezembro do ano passado, quando foi licitada a construção de um bipolo em corrente contínua. Através dessa cerimônia, é encerrado uma sequência de três grandes licitações realizadas desde 2023, visando reforçar a capacidade de escoamento de energia renovável gerada principalmente na região Nordeste para centros de carga do Sudeste e Sul.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »