Guarujá

Sobe para 56 o número de mortos na Operação Verão no litoral de SP


Caso ocorreu no Beco das Almas, no bairro Vila Santa Rosa, em Guarujá (SP). Itens que teriam sido encontrados com o homem morto pelo BAEP em Guarujá (SP)
Redes sociais
Um homem, de 22 anos, identificado como Cesar Augusto de Jesus Santos, foi morto durante um confronto com policiais militares do Batalhão de Ações Especiais de Polícia (BAEP) no local conhecido como Beco das Almas, no bairro Vila Santa Rosa, em Guarujá, no litoral de São Paulo. A Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP) confirmou que esta é o 56ª morto na Operação Verão.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
Os agentes realizavam um patrulhamento para combater o tráfico de drogas, por volta de 15h50 de sexta-feira (29), quando, segundo a SSP-SP, viram Cesar armado no cruzamento da Rua Marilucia dos Santos Brito com a Maurício de Lourenço.
O suspeito estaria com uma sacola e um rádio comunicador em mãos. Ao notar a presença policial, ele tentou fugir e apontou uma arma em direção aos agentes, que atiraram.
A equipe de reportagem apurou que um dos PMs fez cinco disparos de fuzil, enquanto um segundo fez mais quatro disparos com outra arma, não especificada. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado por volta de 16h15 e constatou a morte no local.
Segundo a SSP-SP, ao lado de César foram apreendidos um rádio comunicador, uma pistola .40 e 379 porções de drogas com maconha, cocaína, crack e haxixe, que estavam dentro da sacola.
A Policia Científica foi acionada para periciar o local. O caso registrado como tráfico de entorpecentes, posse ou porte ilegal de arma de fogo, morte decorrente de intervenção policial e legítima defesa na Delegacia Sede de Guarujá.
Operação Verão
Vídeo mostra o PM da Rota sendo baleado no rosto em viela no litoral de SP
A Operação Verão foi estabelecida na Baixada Santista em dezembro de 2023. No entanto, com a morte do PM Samuel Wesley Cosmo, em 2 de fevereiro, o estado deflagrou a 2ª fase da ação com o reforço policial na região.
Em 7 de fevereiro, mais um PM foi morto, o cabo José Silveira dos Santos. Na ocasião, começou a 3ª fase da operação, que foi marcada pela instalação do gabinete de Segurança Pública em Santos e mais policiais nas cidades do litoral paulista. A equipe da SSP-SP manteve a sede na Baixada Santista por 13 dias.
Operação Escudo
PM da Rota morto era da capital de SP e estava em serviço quando foi atingido por criminosos
Arquivo Pessoal
A Operação Escudo foi deflagrada na região após a morte do PM da Rota Patrick Bastos Reis, em julho de 2023. Na ocasião, o agente foi baleado durante patrulhamento em Guarujá (SP).
Nos 40 dias de ação, segundo divulgado pela SSP-SP, 958 pessoas foram presas e 28 suspeitos morreram em supostos confrontos com policiais. Desde o início da ação, instituições e autoridades que defendem os direitos humanos pediam o fim da operação.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »