Guarujá

Idosa enganada por estelionatários paga R$ 42 mil por ‘bilhete premiado’ de R$ 300 mil


Durante as investigações, a policia descobriu que o homem que participou do crime já estava preso e tem uma extensa ficha criminal pela prática de estelionatos. A mulher que o ajudou não foi identificada e é procurada. Idosa de 62 anos entregou R$ 42 mil a golpistas por promessa de receber parte do bilhete premiado; foto ilustrativa
Guarda Civil de Botucatu/Divulgação
A Polícia Civil identificou um homem suspeito de aplicar o golpe do bilhete premiado contra uma idosa de 62 anos em Santos, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1 neste domingo (31), ele tem uma extensa ficha criminal com crimes semelhantes e, inclusive, já estava preso, quando descoberto pelos investigadores.
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp.
A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) informou, em nota, que a idosa foi abordada por uma mulher, ainda não identificada, que pediu informações sobre uma rua. Enquanto conversavam, o criminoso, de 37 anos, se aproximou da conversa.
Em depoimento à polícia a vítima contou que, assim que o homem se aproximou, o assunto mudou. A estelionatária disse que tinha um bilhete premiado de R$ 300 mil, mas precisaria pagar um valor para retirá-lo.
O homem convenceu a vítima a contratar um empréstimo de R$ 30 mil e sacar mais R$ 12 mil, totalizando R$ 42 mil que foram entregues ao casal no intuito de resgatar o falso prêmio — a dupla teria oferecido parte do dinheiro a ser recebido.
Investigações
A idosa percebeu ter sido vítima do golpe do bilhete premiado e registrou um boletim de ocorrência em novembro de 2023. Desde então, os policiais civis do 3º Distrito Policial (DP) da cidade começaram as investigações.
O suspeito foi identificado, mas já se encontrava preso. Portanto, os agentes cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa dele na quarta-feira (27). No imóvel, foram encontrados documentos que serão analisados e juntados ao inquérito policial.
A mulher que participou do golpe contra a idosa ainda não foi identificada. Por este motivo, os policiais continuarão os trabalhos para identificar e localizar a suspeita.
Ao ser questionada pelo g1, a SSP-SP informou estar apurando os crimes cometidos pelo homem, além de mais informações sobre outras vítimas do casal.
O que acontece com o suspeito?
O advogado Thyago Garcia explicou à equipe de reportagem que a Polícia Civil vai concluir o inquérito e, em seguida, o Ministério Público (MP) irá analisar e decidir se oferecerá a denúncia. Durante este período, o suspeito continuará cumprindo a pena do crime que o colocou na cadeia.
O advogado Mario Bernardes acrescentou que a prisão preventiva do homem pode ser decretada neste novo processo. “Se, por algum motivo, ele tem alvará de soltura pelo processo que estava primeiro, ele não sairá em virtude deste novo mandado”, afirmou o especialista.
De acordo com Thyago, depois da audiência de instrução e da manifestação da defesa, o juiz vai decidir a nova sentença. “O acusado, ainda que preso, vai ser citado para apresentar a defesa prévia [sobre o golpe contra a idosa]. Ele vai ter que constituir um advogado de dentro da cadeia”, explicou.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »