Brasil

Médico é encontrado morto dentro do próprio carro na Zona Norte de SP

Um médico psiquiatra de 35 anos foi encontrado morto em seu carro na noite desta sexta-feira (29) na zona norte de São Paulo. O crime aconteceu por volta das 21h45 na Rua Pedro Pomar, na Brasilândia. O homem, identificado como Heleno Veggi Dumbá, foi encontrado morto dentro do próprio carro vítima de disparos de arma de fogo. A Polícia Civil investiga o caso e até este sábado (30) ninguém havia sido preso. O caso foi registrado como latrocínio, e há a suspeita que o médico tenha sido vítima de golpe por aplicativo de relacionamento. Segundo o delegado, os criminosos teriam se assustado com o disparo e fugiram levando somente a chave do veículo. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, policiais militares foram acionados para atender a ocorrência na rua da zona norte e se depararam com o médico sem vida no interior de um veículo. “O celular da vítima foi apreendido e a perícia foi acionada. O caso foi registrado no 72° DP (Vila Penteado)”, completou a pasta. Nas redes sociais, Dumbá se apresentava como médico da Associação Saúde da Família, organização social que atua na área da saúde desde 1992. Em seu perfil, informava ter se formado em Medicina pela Universidade Iguaçu (Unig), em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Parentes e amigos lamentaram o assassinato. Em uma postagem no Facebook, o pai de Dumbá, Heleno Alberto Dumbá, comentou o motivo do crime: “Um bandido atirou no meu filho para roubar o cartão dele”, escreveu. A polícia não detalhou o que já foi apurado sobre o que causou o latrocínio. No Instagram, a irmã da vítima também se manifestou. “Meu amado irmão, sua permanência aqui conosco foi muito breve. Sua partida precoce foi fruto de uma sociedade egoísta, cruel e sem justiça. Te amo. Como você diz: a eternidade é o nosso compromisso”, escreveu Hamanda Veggi em uma postagem. Segundo ela, ele teria trabalhado como psiquiatra na região por anos.

Mensagem de luto publicada pelos familiares

*Com informações do Estadão Conteúdo

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »