Guarujá

São Vicente aplicará multa de até R$ 20 mil a donos de terrenos com focos de dengue


Lei é de autoria do Poder Executivo e foi aprovada pela Câmara Municipal de Vereadores em São Vicente (SP). Objetivo é evitar a proliferação da doença. Vasos de planta são preocupação durante época de proliferação do mosquito da dengue
Reprodução / TV Tribuna
A Prefeitura de São Vicente, no litoral de São Paulo, sancionou uma lei que gera multa de até R$ 20 mil a proprietários de terrenos com focos de Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue. Segundo o g1 apurou, neste domingo (31), o projeto teve autoria do Executivo e foi aprovado pela Câmara Municipal.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
A medida tem como principal objetivo facilitar a entrada em terrenos abandonados, com focos de dengue, para impedir a proliferação e realizar as medidas de eliminação do mosquito.
Em um primeiro momento, o proprietário será intimado. Caso não responda à intimação, segundo o prefeito Kayo Amado (Podemos), “terá multa dez vezes maior, podendo chegar a R$ 20 mil”.
O chefe do Executivo ressaltou que a prefeitura adotará uma postura mais firme, já que muitas pessoas não cumprem sua parte.
“Dengue é coisa séria, é uma doença grave, que pode acessar as nossas famílias e é justamente por isso que todos nós precisamos cuidar”, disse em nota divulgada pela administração municipal.
A iniciativa é um trabalho integrado entre a Secretaria de Saúde, de Licenciamentos e de Meio Ambiente para aumentar o poder de fiscalização e autorização da prefeitura.
Prefeitura de São Vicente (SP) endurece fiscalização contra a proliferação da dengue
Prefeitura de São Vicente/Divulgação
Números da dengue
De acordo com o painel de monitoramento da dengue no estado de São Paulo, a Baixada Santista tinha 11 pacientes com suspeita de dengue na manhã deste domingo. Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe e Cubatão têm um caso sob investigação em cada cidade. Guarujá e Santos somam seis.
Peruíbe é a única cidade da região que já registrou uma morte pela doença. A vítima era um idoso de 77 anos que procurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) quatro dias após retornar de uma viagem para uma cidade endêmica para a doença, na Bahia. Ele foi internado, mas não resistiu e morreu em 25 de fevereiro.
No Vale do Ribeira, eram três mortes confirmadas até esta manhã. Uma das vítimas era um idoso de 85 anos, em Registro, cuja morte foi confirmada em 14 de fevereiro. Outra era uma mulher de 62, que faleceu em 31 de janeiro em Iguape. Em 7 de março, outro idoso de 77 anos morreu em Ilha Comprida.
Conforme o Painel de Monitoramento das Arboviroses do Ministério de Saúde, até o último sábado (30) havia 897 mortes por dengue confirmadas no Brasil. Os casos em investigação somam 1.337.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »