Guarujá

PMs disparam 188 tiros de fuzil contra três suspeitos no litoral de Sp


Tiros foram dados durante ação no Morro Nova Cintra, em Santos (SP), para combater o tráfico de drogas pela 3ª fase da Operação Verão, que soma 56 mortes de suspeitos. Oito PMs disparam 188 tiros de fuzil em confronto com três suspeitos no litoral de SP
Oito policiais militares efetuaram 188 tiros de fuzil contra três suspeitos durante uma ação no Morro Nova Cintra, em Santos, no litoral de São Paulo. Os números constam no boletim de ocorrência registrado após a atuação dos agentes pela 3ª fase da Operação Verão, que soma 56 mortes. Procuradas, a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-SP) e a PM não se posicionaram até a última atualização desta reportagem.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
Os PMs realizavam a operação contra a criminalidade no bairro Vila Progresso, na tarde do último sábado (30), quando, nas imediações das torres de energia, foram recebidos a tiros de pistola e fuzil. Um vídeo obtido pelo g1, nesta segunda-feira (1), mostra a ação dos agentes no local, onde é possível ouvir os disparos (assista acima).
Os agentes revidaram contra os três suspeitos, e 188 disparos foram efetuados. O policial que mais atirou fez 34 disparos, enquanto os demais deram 28, 25, 23, 23, 21, 19 e 15 tiros.
Após o confronto e as buscas no local, os suspeitos e objetos que pudessem ser de interesse da polícia para apreensão não foram encontrados. Nenhum dos policiais foi atingido. Os policiais também não tinham certeza se algum dos criminosos havia sido baleado.
O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Santos como disparo de arma de fogo e homicídio tentado. Os policiais do 5° Distrito Policial (DP) vão dar sequências às investigações.
LEIA TAMBÉM
EXCLUSIVO: Corpos de vítimas da PM na Baixada Santista são levados a hospitais para evitar perícia, dizem funcionários
MUNDO: Após morar de graça em hotel de NY por 5 anos, brasileiro coloca prédio todo em seu nome
MATO GROSSO DO SUL: Ana Júlia, sucuri mais famosa do mundo, morreu de causas naturais, aponta perícia
Muitos disparos
PMs efetuaram 41 tiros de fuzil contra criminosos no Morro do Macaco Molhado; foto ilustrativa
Divulgação/Prefeitura de Guarujá e Arquivo AT
Em 5 de março, também na Operação Verão, policiais militares efetuaram 41 tiros de fuzil durante uma ação no Morro do Macaco Molhado, em Guarujá. Na época, a corporação informou que eram muitos criminosos atirando e, por isso, os agentes se organizaram e responderam com os disparos.
Na ocasião, o delegado titular da Delegacia Sede de Guarujá, Antônio Sucupira, em entrevista à TV Tribuna, apontou que os policiais usaram os meios necessários para fazer com que os disparos dos traficantes cessassem.
“É o momento [a decisão de atirar] e acreditamos que foi necessário para que os tiros contrários parassem”, disse Sucupira à época.
LEIA TAMBÉM
OPERAÇÃO VERÃO: PM afirma que câmera corporal estava descarregada após confronto com morte
TRAUMA: Mãe de menino autista que ‘escapou’ da escola diz que vai processar o estado de SP
VÍDEO: Menor é solto após contar à polícia que atirou correntes de ouro roubadas no mar para Iemanjá
Operação Verão
Vídeo mostra o PM da Rota sendo baleado no rosto em viela no litoral de SP
A Operação Verão foi estabelecida na Baixada Santista em dezembro de 2023. No entanto, com a morte do PM Samuel Wesley Cosmo, em 2 de fevereiro, o estado deflagrou a 2ª fase da ação com o reforço policial na região.
Em 7 de fevereiro, mais um PM foi morto, o cabo José Silveira dos Santos. Na ocasião, começou a 3ª fase da operação, que foi marcada pela instalação do gabinete de Segurança Pública em Santos e mais policiais nas cidades do litoral paulista. A equipe da SSP-SP manteve a sede na Baixada Santista por 13 dias.
A última morte confirmada foi a de Cesar Augusto de Jesus Santos, de 22 anos, durante um suposto confronto com policiais militares do Batalhão de Ações Especiais de Polícia (BAEP) no local conhecido como Beco das Almas, no bairro Vila Santa Rosa, em Guarujá.
A equipe de reportagem apurou que um dos PMs fez cinco disparos de fuzil, enquanto um segundo fez mais quatro disparos com outra arma, não especificada. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado por volta de 16h15 e constatou a morte no local.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »