Economia

Produção de batata-doce diminui, mas preço melhora


No noroeste do estado, produtores estão colhendo a safra de batata-doce. Devido à falta de chuva, o resultado é menor, mas o preço pago na roça melhorou. Produtores enfrentam desafios com a safra de batata-doce no interior de SP
Reprodução/TV TEM
Em uma propriedade rural de Braúna (SP), a batata-doce é o principal produto da colheita. Com um procedimento de triagem feito manualmente, que exige bastante atenção, a expectativa para os resultados era alta, porém, a plantação não se desenvolveu como o esperado.
A batata-doce-canadense, variação plantada no local, não teve um crescimento pleno devido à motivos cruciais: a falta de chuva e o excesso do calor. Por isso, apenas 2 mil caixas por alqueira são colhidas.
Veja a reportagem exibida no programa em 07/04/2024:
Produtores enfrentam desafios com a safra de batata-doce no interior de SP
O tempo, do plantio à colheita, não é longo. Se a terra estiver bem adubada, o vegetal atinge o ponto ideal em até 150 dias. Pelo ciclo ser curto, é possível fazer uma renovação de pastagem para o gado, se tornando um ponto atrativo para os produtores rurais.
Com as lavouras produzindo menos, o preço também sofreu influências. A oferta da batata-doce diminuiu, no entanto, o valor ainda é chamativo. Para a revenda, a caixa chega a ser comercializada por, R$ 40, em média, sendo um dos melhores valores do mercado.
VÍDEOS: veja as reportagens do Nosso Campo
Acesse + TV TEM | Programação | Vídeos | Redes sociais
Acesse + TV TEM | Programação | Vídeos | Redes sociais
Confira as últimas notícias do Nosso Campo

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »